Filme: O Livro de Eli (The Book of Eli)


Titulo Original: The Book of Eli
Titulo no Brasil: O Livro de Eli
Data de Estréia: 19/03/2010
Gênero: Suspense
País de origem: EUA
Ano de lançamento: 2010
Tempo de duração: 118 minutos
Direção: Albert Hughes / Allen Hughes

Vote nesse filme:
105 votes, average: 4,60 out of 5105 votes, average: 4,60 out of 5105 votes, average: 4,60 out of 5105 votes, average: 4,60 out of 5105 votes, average: 4,60 out of 5 (105 votos, Média: 483)
Loading ... Loading ...

 

Sinopse
Em O Livro de Eli, Denzel Washington estrela esse filme dirigido pelos irmãos Allen e Albert Hughes. Num mundo pós-apocalíptico, Eli é um é um guerreiro solitário que sobreviveu a um não muito distante futuro pós-apocalíptico.

Sua missão é tem de proteger um livro sagrado que pode conter a resposta para salvação da humanidade, mas como todo herói tem seu algoz nessa história não é diferente e para poder obter o livro, um tirano prefeito de uma pequena cidade (Gary Oldman) fará de tudo, mesmo que para isso tenha de matar Eli.

Fotos do Filme O Livro de Eli (The Book of Eli)


Assistir o Trailer do filme O Livro de Eli (The Book of Eli)

 


Indique o filme O Livro de Eli (The Book of Eli): Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no Delicious Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no digg Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no facebook Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no Google BookMarks Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no MySpace Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no twitter Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no Windows Live Compartilhe O Livro de Eli (The Book of Eli) no  UEBA  


Elenco (tags): , , , , , , ,


150 comentários do filme O Livro de Eli (The Book of Eli)

  1. Crítica ao filme ‘O Livro de Eli’, ou como a mídia manipula as massas
    Filme baseado numa história altamente tendenciosa, manipuladora, e ideológica em todos os sentidos. Primeiro: deveria ter um aviso sobre o filme tipo ‘filme para quem é cristão cego, e que assistirá isso sem questionar nada’ (rs), pois trata-se de um filme sobre a Bíblia Sagrada, e claramente com tendências protestantes ao mencionar que a versão do Livro Sagrado é a versão conhecida como King James (na verdade é uma versão da igreja anglicana, mas produzida nos tempos dos reformistas, e portanto utilizada por Lutero, Calvino e outros, bem como ligada ao Império Britânico, potência dominante da época); segundo: o filme mostra um mundo pós-apocalíptico em estado caótico, sem lei, e onde impera a força, mas tendo como única esperança um livro que contém o caminho para a redenção (só que o mundo foi a esse estado justamente devido a tal livro, rs, pois sempre foi usado de maneira errada e a frase ‘religião é poder’ lhe define muito bem); terceiro: não há debate algum ou referência alguma que mostre que existem outros caminhos para se chegar a uma ‘salvação’ e a um estado ordenado da civilização que não seja através só da religião cristã; quarto: Não menciona que esse tal livro é justamente um livro alterado através dos tempos, e que contém mais de 4 mil erros e distorções em relação ao original, ou seja, a Torá, sem falar que o Novo Testamento é ambíguo e não foi escrito pelos apóstolos, mas por gregos e romanos que distorceram os ensinamentos de Jesus juntamente com Paulo, o mercador de idéias, que modificou muitas coisas (lembrando que Jesus não veio para modificar e sim para cumprir e era um rabino que seguia a Lei Mosaica e que nada modificou, mas apens dava novas interpretações as letras mortas; enquanto Paulo fez modficações claras e aboliu a obrigação dos pagãos de seguir os costumes judeus com a intenção de fabricar uma religião de massa controlada pelo poder romano para dominar culturalmente e religiosamente o mundo, e que depois foi mantida pelos protestantes que fizeram uma reforma meia-boca, rs); quinto: como sempre, a salvação do mundo é colocada nas mãos dos americanos; sexto: não fica claro no filme que tipo de guerra houve, de modo a não comprometer partes envolvidas tipo quem começou e por qual motivo; e sétimo: do nada, a Solara (que nome bem escolhido, rs, pois lembra claramente o Sol, símbolo de iluminação, de Deus, do Bem, etc), continua o trabalho do Eli (outro nome bem escolhido, pois remete a El, que é um dos nomes de Deus e ao sufixo -i, que em hebraico significa o pronome possessivo meu, de modo a significar ‘Meu Senhor’), rs, mas ela era uma fraquinha, e sai no final pelas estrads perigosas com os trajes do Eli, e dando a entender que aprendeu tudo como num passe de mágica – ops, hehe, claro, Deus encarnou nela para fazer justiça mundo afora, ou foi o Eli? (rs). Deve ter sido Deus mais uma vez, pois no final do filme os olhos do Eli são focalizdos e vemos que ele também era cego, tendo alcançado a graça de Deus através de uma escolha divina para cumprir uma missão e portanto obtendo a cura da cegueira física para tanto. Eli tem os sentidos altamente apurados e muito além das condições normais para qualquer ser humano, podendo ser explicado unicamente pela presença divina. Além do mais é puro maniqueísmo, mostrando o mundo sempre dividido entre o bem e o mal, mas sem mostrar que o mal é consequência da hipocrisia de quem se acha do lado do bem e suas escolhas erradas que acabam por lançar a maioria da população em caminhos tortuosos, cheios de abismos, sem esperança, ou seja, o mundo é o que é devido às más decisões das elites que o administram e que geralmente se acham representantes ou autoridades de Deus na Terra, (rs). Isso nos leva a pensar: então mesmo depois do livro ter sido entregue ao destino final (uma fortaleza que guarda parte do conhecimento humano, e onde vivem pessoas sem máculas causadas pela destruição. Ah, as pessoas más são reconhecidas por marcas nas mãos (rs), e isso não é coincidência: no livro do Apocalipse – Revelação, e não destruição (rs), a marca da besta é colocada nas mãos das pessoas), a Solara sai para destruir todos os que não estão do lado do ‘Bem’, mostrando que recomeça um novo ciclo entre o Bem e o Mal igual ao que culminou com a guerra que levou o mundo ao estado retratado no filme (quanta falta de coerência).
    Na boa, quanta ideologia enfiada nas cabeças das pessoas menos avisadas. Por isso esse mundo continua assim. Não mostram soluções para o problema atual que vivemos, críticas a esses sistemas perversos, mas continua pervertendo as mentes através de esperanças que sabemos não serem alcançadas e realizadas se não houver uma mudança radical do modo de pensar de toda humanidade, de vermos que as religiões geralmente são tendenciosas, que escravizam caso não saibamos lidar com elas, que a Mãe-Natureza é tudo de bom, que Deus não é propriedade dessa ou daquela religião e que o Amor incondicional ao próximo e a responsabilidade pelo próximo e pelo mundo é a redenção real.

    • H!!! disse:

      Rubim Geontelus. Meus parabéns!! Conseguiu mostrar os seus conhecimentos das pesquisas histórico-teológicas sem baixar o nível. Eu falo por experiência própria. Eu procurei tanto por Jesus que encontrei ele em JESU (o Cavalo). A trindade que o cristãos tanto falam e enchem a boca são na verdade o Pai (Bode – Áries/Satanás ou Belzebub), o Filho JESU (Cavalo – Sagitário/Lúcifer) e o Espírito Santo (ou Pomba-Gira/Ashtaroth a Nossa Senhora dos Céus).

      Tudo isto é uma questão de Humildade que os cristãos não têm. humildade de parar e por a mão na consciência e de dizer para si: “E se eu estiver errado?” Basta vcs buscarem a verdade e a Verdade vos libertará, porque é absoluta. Assim como Rubim e Vanessa, creio em Deus criador de tudo. Mas JESU/Cavalo eu não posso mais crer. Simplesmente porque não há provas. A Bíblia foi um Plágio, uma Mera Cópia não autorizada dos Mitos de adoração Solares. Jesus foi no Concílio de Nicéia Caricaturado como Apolo o Deus Sol assim como Mitra. O Domingo é adoração ao Sol.

      Os Judeus têm mais sabedoria sim. Pois a religião é de “autoria”, mesmo que falha… da nação deles. Ai vem gente dizer que a Bíblia é absoluta e é a Palavra do Todo poderoso que foi Criado à imagem e semelhança dos homens que escreveram para criar uma civilização num emblema TEOCRÁTICO. Ou seja, Política onde se escolhe um “Homem Divinizado” que tudo que este mandar deve ser feito sob pena de morte. Assim foram com todos os reis do nosso planeta. Até hoje os reis são chamados de Divinos ou Majestades. Isto é fato.

      Eu fui um Cristão tão assíduo que também agia como estes doentes (88% da população ocidental e européia). Tudo porque eu queria muito servir à Deus, Cristo e ao Criador. Mas não me saía da cabeça o porque de uma cobra falante oferecer uma Romã (o Conhecimento) e toda a humanidade cair na Danação Divina e ainda este Deus ser visto como Justo. Eu desde a infância sentia pena de Adão e Eva terem sido condenados por buscarem o Conhecimento comendo uma fruta mágica proibida no centro do Jardim onde “viviam”, pra testar ou tentar. Mas deus em sua infinita sabedoria sabe de tudo no presente passado e futuro. Sabia que ia dar em merda mas deixou a fruta lá pra tentar o homem ao erro kkkk

      Ai vem uma cobra mágica falante dizer a verdade do porque que este deus tão poderoso não querer que a humanidade tenha sabedoria. Ai a cobra falante estraga os planos desse deus onipotente/onipresente/onisciente do único mandamento que ele lhes deu: Façam sexo e povoem a face terra espalhando-se por todo o mundo!! Depois de trocentos anos a igreja católica diz que o sexo é coisa do Demônio (Demônio este que é o Deus dos Judeus, percebam). IHVH é o Satanás (inimigo) ou Diabo (acusador) da Igreja Católica. Inimigo e acusador de quem??? De quê?? De tudo isto que o estudioso Rubim nos descreve.

      O poder político vem da criação da miséria intelectual. Criação de castas e classes. Estes deuses tem a sua origem revelada no livro (baixem no 4shared) Enki: Memórias de um deus Extraterrestre. Faz parte da Coleção Crônicas da Terra traduzidas pelo arqueólogo Zecharia Sitchin na internet e em boas livrarias vcs podem tirar suas conclusões nestas pesquisas, basta a humildade que lhes falei. E no YouTube também tem alguns documentários sobre o assunto aqui abordado. Pesquisem no YouTube Zeitgeist Cristo e vcs verão quem Jesus na verdade não é e nunca foi, é um vídeo de 26 minutos dos mais reveladores. Iehosuas era um nome tão comum quanto André, João, José… então poderia ser qualquer um ou um qualquer. Se seguíssemos a bíblia. Ainda seríamos patriarcais e as mulheres seriam nossas escravas sexuais. Os homossexuais seriam mortos e quem agisse contra estas regras morais do livro sagrado seria morto à pedras ou à balas nos tempos atuais. Hitler nada mais foi que um grande seguidor da bíblia. Pelo fato de os Romanos terem escrito o Novo Testamento pra culpabilizar os judeus da morte do “deus-vivo”… Quanta ingenuidade.

      Os Judeus e demais povos nem sabiam escrever. Mas os Papas e Sacerdotes religiosos sabiam. Pois usavam isso pra controle político diante dos seus reis, ao qual foram sempre conselheiros morais, políticos e de guerras em toda a história da humanidade. Ai saíram fazendo a cópia da cópia, da cópia da cópia e passando e reescrevendo de geração em geração fazendo devidas mudanças pra serem utilizadas pra matança daqueles que discordavam e alienação dos povos que se deixavam controlar, assim como a maioria das pessoas, pois desde que a gente nasce, nossos pais nos forçam a crer nos deuses deles, sejam estes deuses quais forem. Tupã, Alá, Krist Nan, Buda, Mitra, Zeus, Oxalá, Odin… É a mesma história repetida gente!!! Leiam sobre a religião de outros povos e vcs saberão que eu digo a verdade. O Filme Matrix fala de tudo isso. A Matrix é a religião política em que estamos aprisionados. Só a verdade nos libertará deste Cativeiro e nos permitirá que deixemos de ser escravos da Matrix (sistema TeoCrático de política mundial).

      Quanto ao filme, tenho este filme a uns 8 meses mas não tive interesse em assistí-lo. Mas como vi a discussão teológica de todos contra um que fôra injustamente crucificado (o Rubim), vou dar uma olhada mais crítica sobre o mesmo. Uma pessoa esclarecida sabe falar o que pensa. Tudo que ele falou é verdade. Pois se vcs fossem pesquisadores como eu, ele e Vanessa, vcs teriam humildade pelo menos de pesquisar se é verdade mesmo. Sinto pena destas pessoas mergulhadas neste mundo de ilusão que a Televisão e a Mídia mundial permeia.

      Reflitam um pouco. O Dinheiro e o comércio movem o mundo. Imaginem se Papai Noel do Natal, o Coelhinho da Páscoa e demais festas religiosas ou bíblicas como o São João, fossem extirpadas ou eliminadas. Deixassem de existir por completo… Imaginaram? O quanto que as empresas dominantes do mundo não perderiam com isto? O Comércio se eleva pois nós somos influenciados a comprar mais e dar presentes nestas datas. Até o aniversário e a festa de 15 anos são rituais de passagem de ritos escoceses do Bode com a Virgem (vejam o Filme: As Brumas de Ávalon para entenderem). Os anjos de um povo são os demônios de outro rival. Depois desta reflexão percebam que somos controlados como o gado. E se soubéssemos da verdade eles não seriam nossos senhores. Nós que teríamos um poder democrático sobre eles.

      Aí está o medo de perderem o poder de controle sobre o que pensamos e fazemos. E qualquer um que vá de encontro é sujeito à piadas e ameaças de morte como os autores dos documentários Religious e Zeitgeist, que revelam a farsa do Cristianismo e os erros contraditórios das religiões em geral. Antes o Krist Nan ou Hare Khristna foi um dos Cristos anteriores com a história semelhante ao de Jesus de morte e ressurreição mais de 6mil anos antes desse Jesus que tanto causa enganação e mortes. Admito que o Hinduísmo é o que mais se aproxima da realidade da origem da humanidade. Mas a primeira civilização foi a Suméria que data de 472 mil anos antes do Dilúvio que data de 12 mil anos. Então antes de falarem besteiras, pesquisem sobre estes 500mil anos de história kkkk Depois da Suméria veio a Babilônia e muito depois os Semitas, Hebreus, Judeus e hoje Israelitas.

      Também fiquei chocado com a experiência de ver a verdadeira face de deus. Mas quando vcs virem por mesmos verão que nada depende de uma guerra pela sua alma, mas sim uma questão de escolha em que o único responsável é você. É tão fácil acreditar que deus e seus anjos têm asinhas de frango e auréolas douradas, mas é tão difícil crer que nossa civilização humana veio de colonizadores de outro planeta próximo ao nosso. Tantas Pirâmides foram deixadas e até hoje não temos tecnologia pra fazer réplicas iguais com blocos de 100mil toneladas. Acho que é ser muito limitado e tapado pra deixar de ver fatos tão nítidos.

      O erro de todo religioso é pensar que só a dele está certa. Assim como seus pais, avós e família em geral só por serem o que são (parentes). Esse erro emocional tira toda e qual lógica ou interesse pela realidade dos fatos ou pela busca sincera dos conhecimentos ocultos. [Provérbios 25:2 _ A glória de deus é esconder as coisas, Mas a glória dos Homens(Reis) é tudo investigar.] Já que a glória de deus é tudo esconder, então este deus não tem interesse que vocês recebam o fogo de Prometheus (o conhecimento/ o fruto proibido). Pois à partir do conhecimento será igual ao seu deus. [Salmo 82] A própria Bíblia é contraditória. A personalidade de vários deuses são convertidos em um só pelos sacerdotes das épocas, por isso entram em contradição.

      Qualquer louco religioso será abatido pela convicção de quem buscou a verdade e a encontrou. O Rubim não é que ele queira ser arrogante ou dono da verdade. Mas a verdade é uma só, pois senão seria mentira. Portanto a verdade é factual e única. Assim como é errado definir deus como um humano. Oras, se deus é senhor do universo como dizemos desde tenra idade por imposição dos nossos pais, e este ser criou os planetas e a humanidade… Então ele não é Terrestre, ele é Extraterrestre!! Oras, isto é pura lógica!!

  2. Lorem disse:

    MEU DEUS, ACORDA MENINO, –’
    se você não questiona nada quando vai ver algo, meu filho você é um sem cultura.
    não é que a religião cristã seja o unico caminho pra salvação, mais JESUS é o UNICO caminho pra salvação!ELE veio aqui sim, e VEIO PRA MUDAR O MUNDO, mais ele plantou uma sementinha, e até hoje brota.
    FORAM OS APOSTOLOS SIM QUE ESCREVERAM A BILBIA, ta bom de vc se informar.

    nem li o resto, alem de cansar deve ter mais um monte de coisas se noção
    ah li o final, e concordo com você. (Na boa, quanta ideologia enfiada nas cabeças das pessoas menos avisadas. Por isso esse mundo continua assim. Não mostram soluções para o problema atual que vivemos, críticas a esses sistemas perversos, mas continua pervertendo as mentes através de esperanças que sabemos não serem alcançadas e realizadas se não houver uma mudança radical do modo de pensar de toda humanidade, de vermos que as religiões geralmente são tendenciosas, que escravizam caso não saibamos lidar com elas, que a Mãe-Natureza é tudo de bom, que Deus não é propriedade dessa ou daquela religião e que o Amor incondicional ao próximo e a responsabilidade pelo próximo e pelo mundo é a redenção real.) aaah OBS: DEUS que criou tudo beleza? não tem mae natureza –’

    ;*

  3. É bom lembrar que o filme é de genero suspense e ficção e então deduzimos que isto faz parte do imaginário de pessoas com mentes brilhantes.

    não podemos nos basear num filme como o O Livro de Eli para nossa vida e cotidiano, agora para quem gosta de um bom filme assita, não vai se arrepender.

  4. marli disse:

    Parabens Rubim pelos seus comentarios,esclareceu bastante,nao tinha entendido o que tinha acontecido,tanta catastrofe,pensava que fora uma guerra!!!e vc tem uma escrita que de novo,parabens!!!!

  5. Joselito disse:

    Well, tirando o lado “religioso”, vamos ver apenas o lado ficcionista, então acho que vou ver.

  6. Cara Lorem,

    A verdade dói, né? rs. Entendo seu ponto de vista, e tenho realmente dó dos ‘cristãos’, pois sofreram e sofrem uma lavagem cerebral tão intensa que não lhes permite ver a verdade. ‘Ouve, ó Israel, Deus é Um’: essa é a oração principal de Israel. Estou bem acordado, e você que deve despertar, rs. Os cristãos de décadas e séculos depois de Cristo, influenciados pelas intrigas de Paulo, o mercador de idéias de origem judaica mas com cidadania também romana e grega, é que dividiram Deus em três pessoas separadas, mas com o mistério de serem indivisíveis. Paulo, como você bem sabe, é o mesmo Saulo que perseguiu os primeiros cristãos e também os judeus contrário a seita a qual ele fazia parte: fariseus. Logo, colocaram Deus fora da criação, e Lhe deram aparências humanas. Mas isso é um absurdo, e só pode ser compreendido a luz da insensatez que levou Paulo a inventar uma religião focada em princípios pagãos. A trindade foi admitida no cristianismo feito por Paulo para agradar aos pagãos, principalmente os romanos. Jesus era/é rabino, e pregava nas sinagogas. Jesus também era da Ordem de Melquisedec, a mesma de Abrão, Moisés, Davi, e portanto seguia o pacto inicial. Para ser rabino, a religião judaica sempre exigiu que o homem fosse casado e tivesse filhos. Jesus disse que não veio para modificar e sim para cumprir, e Ele dava novas interpretações as letras mortas. O Velho Testamento fala sobre o messias ser da linhagem de Davi, e para isso o messias teria que ter um pai carnal. E outra: em momento algum nas escrituras, apesar das tentativas de alterarem e distorcerem os fatos verdadeiros, encontramos Jesus profetizando a vinda de alguém como Paulo após Ele, e nem sequer comentou com quaisquer dos apóstolos. Jesus escolheu doze apóstolos, e Paulo entrou nessa de gaiato para manipular e usufruir das benesses da aberração que inventou.

    Assim, vemos que Jesus não inventou nem deixou cristianismo como nova religião contrária ao judaísmo. Isso é fato. E os primeiros seguidores Dele eram todos judeus, que choraram ao pé da cruz. Alguns judeus ficaram contra Ele, sim; mas não todos e muito menos a maioria. Afinal haviam grupos e seitas rivais, sendo os fariseus os mais helenizados e pró-romanos. Quem condenou e matou Jesus foram os romanos com a intenção de O calarem e depois distorcerem seus ensinamentos para formar uma nova religião que fosse contrária ao judaísmo. Por quê? Simples: os judeus sempre se negaram a adorar outro Deus que não o de Israel, e isso está ligado diretamente a sua cultura, uma vez que suas tradições e mesmo alfabeto é tido como de origem divinas. Isso sempre irritou as potências que dominavam o mundo conhecido como Babilônia, Assíria, Pérsia, Grécia, Roma. Os romanos herdaram a cultura grega, que já fazia planos a séculos de helenizar o mundo, e também encontraram a resistência dos judeus. Então armaram todo esse teatro: condenação e morte de Jesus, culpa dos Judeus, modificação da Torá, criação do cristianismo distorcido, e dominação do mundo através da religião.

    Saulo de Tarso, como o nome deixa claro, era da cidade de Tarso, principal lugar de adoração do mitraísmo. Coincidência? Não mesmo. Basta observar os conceitos escritos por ele nas epístolas e vemos o quanto tem de mitraísmo. Depois a igreja católica continuou a fazer ‘reformas’ na Torá sempre para agradar aos pagãos. Criaram conceitos como inferno, dispensaram os pagãos de certas obrigações que constam no judaísmo sob a alegação de se tratar de leis, mudaram o dia do descanso para o domingo para ficar de acordo com o mitraísmo, e tudo que se passou com Jesus é idêntico ao que se passou com Mitra e Krishna milênios antes, etc. Plágio? Bem, não importa, pois Mitra e Krishna também são seres de luz. Mas daí é que veio um distanciamento proposital com o judaísmo e as conseqüentes perseguições e intolerâncias com esse povo que duram até hoje.

    Depois houve a reforma, e os protestantes fizeram apenas umas poucas modificações, mas no fundo continuam no erro também, rs. O principal ‘erro’ dos protestantes foi ter moldado suas teorias para ficarem de acordo com o capetalismo, ops, capitalismo. Ora, o capetalismo, hehehe, é um sistema altamente excludente e que causa desequilíbrio. Logo não pode ser algo justo, balanceado, equilibrado, e tenha a ver com o conceito de Bem, rs. É um sistema perverso que só provoca destruição. Ah, mas alguns alegam que isso é Deus que quer, rs. E assim tiram nossa responsabilidade em tentar mudar a desgraceira toda que graça no mundo.

    Por isso que cristãos geralmente não entendem conceitos como mãe-natureza, rs, pois são alienados. Deus é Um, e Tudo é Um. Logo a natureza também é Deus, e nós também somos deuses no sentido explicado na escrituras: somos responsáveis por nossas escolhas e o mundo é conseqüência disso. Tudo está interconectado e faz parte de uma mesma energia. Vemos na cabalá que Deus se desdobra em infinitos fragmentos para olhar sua própria face. Quando as escrituras falam que viemos do pó e ao pó retornaremos é exatamente sobre a Natureza que se refere. Esse conceito da Natureza como mãe está dentro do contexto da Noiva que tanto fala as escrituras: o mundo como noiva e as pessoas como noiva. Quando falei em responsabilidade foi nesse sentido: escolhas certas em todos os sentidos. Mas cristãos geralmente só enxergam assim: acreditar em Deus/Jesus e serem salvos, sem importar com o que realmente fazem. Mas isso é uma história que não cabe aqui. Lembre-se tão-somente que Jesus não profetizou a vinda de Paulo. E ele bem poderia ter dito: ‘Após mim virá um outro, mas sábio que os apóstolos que escolhi, para continuar meu trabalho. Jesus teria falado falou apenas o espírito da verdade, e Paulo aproveitou isso para manipular. Engraçado que Paulo modificou e criou uma religião nova, bem diferente da religião de Jesus, o judaísmo. Então falam tanto de diabo influenciando as pessoas, mas Paulo fez tudo isso e é tido como santo. Os livros de outras religiões? Leia o texto novamente e verá que não dei razão a nenhuma, rs. Me poupe. xD

    • douglas disse:

      gostei muito das suas palavras Rubim só que falar que os romanos mataram Jesus, pode ser, só que foram ordens do sistema religioso da época, lembra que pilatos lavou as mãos e não quis a condenação? Então vemos que quem comprou isso com moedas e manipulou o povo dizendo que Jesus era um falso profeta foi os líderes religiosos, e hoje seria a mesma coisa com esse pessoal que manipula em massa nas igrejas, por que será que os políticos adoram fazer amizades com líderes como a universal, assembléia, mundial…? Porque eles tem poder sobre os cérebros das pessoas.

  7. Aqui está uma fonte confiável onde podem ver que o que escrevi é verdade. Minha intenção não é destruir a fé de ninguém, mas mostrar que vivemos num mundo controlado por poderes diversos que ainda querem que tais erros continuem. Eis o link: http://super.abril.com.br/religiao/quem-escreveu-biblia-447888.shtml

    Tenho diversos livros que falam sobre esses erros e manipulações, mas estou sem tempo para colocar aqui no momento. Como a Superinteressante é uma revista científica de prestígio, creio ser suficente. Mas aos que querem continuar acreditando nas mentiras: paciência, e sigam em frente!

    Obs.: quanto a alguns dizerem que não sei escrever, nem estou aí. Isso faz parte de ataques e na lógica recebe o nome de argumento ad hominem, que ocorre quando se ataca a pessoa do argumentador e não os argumentos. Não existindo capacidade para combater os argumentos, a saída encontrada é atacar de alguma forma a pessoa: honra, escrita, origem, etc xD

  8. Dalton L. souza disse:

    Quanta asneira, pelo que percebi o Rubim está se valendo do pano de fundo do assunto sobre o filme de Eli (lixo) para “demonstrar algum tipo de intelectualidade socio-religiosa” incrível como o uso da frase “… Minha intenção não é destruir a fé de ninguem..” é usada como se ele pudesse impelir tal possibilidade. Sou teólogo, conheço a bíblia bem, e posso afirmar, baseado nos textos de alguns aqui, que há uma necessidade exacerbada de desacreditar a bíblia em sua totalidade, lê aqui coisas absurdas de paulo, de Cristo, de Deus fora um monte de asneira descabida e sem base factual ou teologica firmados apenas em conjecturas. Quanto ao que foi dito a respeito do filme (quase nada), também concordo com o desperdício do espaço para se divulgar outros valores ou idéias bemcomo sugerir soluções viáveis do ponto de vista socio político ou ambiental para o mundo, o que naõ ocorre no filme, quanto a suposta religiosidade de Eli , creio que foi a ele associada para mera divulgação do filme, visto que as pessoas ficam o filme inteiro imaginando para que servirá a bíblia ante a tudo ali. Mas há lições de peso no filme como a velha luta pelo poder , ainda que de maneira filosófica, e da detenção da verdade ali personificada na forma do elemento bíblia. Poderia eu aqui escrever metros de texto para discutir cada idèia articulada pelos colega de edito, contudo é perda de tempo, do ponto de vista teologico se disserem que Deus é uma pedra, simplesmente tenho que aceitar visto que não há cabimento impor aos outros uma verdade que só se conhece servindo a Deus mesmo, com inteligência, discussão e simplicidade. Vaidade para se exibir como pensador e coisa e tal é lastro de quem no fundo mal concebeu sua identidade filosófica ou existencial, e que sugere o velho absurdo de que tudo é corrompido, tudo é mentira, todos são de alguma forma enganados, e no fundo depois de tanta asneira, ainda dizem altivamente que não querem destruir a fé de ninguem, como se todos que tivesse fé fossem cegos. Me ajuda aí Rubim, Deus te abençoe.

    Não tornarei mais a essa discussão, boa note e até.

  9. Faz muito bem em não retornar, Dalton, pois o que você falou foi um monte de asneiras e que em lógica é classificado como argumentos falaciosos, tipo:

    primeiro: Argumentum ad antiquitatem (Argumento de antiguidade ou tradição):
    Afirmar que algo é verdadeiro ou bom porque é antigo ou “sempre foi assim”.
    Ex: “Se o meu avô diz que Garrincha foi melhor que Pelé, deve ser verdade.” No caso, você diz que se os ‘teólogos’ cristãos afirmaram é porque é verdade;

    segundo:
    Argumentum ad hominem (Ataque ao argumentador):
    Em vez de o argumentador provar a falsidade do enunciado, ele ataca a pessoa que fez o enunciado.[1] [2] Ex: “Se foi um burguês quem disse isso, certamente é engodo”. Nesse caso, levianamente e exaltadamente, você, sem nem me conhecer, se coloca como autoridade e me ataca em vez de argumentar claramente, levando ao terceiro erro que cometeu;

    terceiro: Argumentum ad Verecundiam (Apelo à autoridade) ou Magister Dixit (Meu mestre disse):
    Argumentação baseada no apelo a alguma autoridade reconhecida para comprovar a premissa.
    Ex: “Se Aristóteles disse isto, então é verdade.” No caso, você apela para as já mencionadas autoridades antigas, e se coloca como tal também ao mencionar que é ‘teólogo’;

    quarto: Argumentum ad populum (Apelo ao Povo):
    É a tentativa de ganhar a causa por apelar a uma grande quantidade de pessoas.
    Ex: “A maioria das pessoas acredita em alienígenas, portanto eles existem.” “Inúmeras pessoas usam essa marca de roupa; portanto, ela possui um tecido de melhor qualidade.” No caso, você está apelando a ignorância da maioria das pessoas, que, sem conherem os fatos, e ainda sofrendo da lavagem cerebral que sempre tiveram pela força imposta devido ao terror do inferno e também levado até as conseqüências de morte em milhares ou milhões de casos;

    quinto: Argumentum ad Baculum (Apelo à Força):
    Utilização de algum tipo de privilégio, força, poder ou ameaça para impor a conclusão.
    Ex: “Acredite em Deus, senão queimará eternamente no Inferno.”
    “Acredite no que eu digo; não se esqueça de quem é que paga o seu salário” No caso, você me acusa de vaidade e um monte de outras coisas, mas acaba fazendo o mesmo, e tenta se esconder sob uma falsa santidade farisaica, rs;

    sexto: 18. Circularidade, ou Evitando a Questão
    Definição: É o erro de tentar usar repetição ou reiteração como evidência ou prova numa discussão de relação entre causa e efeito. É argumentar “num círculo” (circularidade), tendenciosamente e tautalogicamente. [Também chamado em Latim de petitio principii.]
    Exemplo 1: (Do mundo empresarial ou acadêmico)
    “O seu trabalho é inferior porque é simplesmente ordinário. Porque é ordinário é simplesmente inaceitável. E, uma vez que seu trabalho não presta, nós não devíamos aceitá-lo”.
    Análise: O enunciador não ofereceu nenhuma crítica clara e objetiva ao trabalho, apenas o depreciou, revelando uma observação de caráter emocional em lugar de um julgamento pertinente e referencial.
    Exemplo 2: “(Do mundo jornalístico)
    “Advogados são honestos. Sua integridade é comprovada pelo livro Homens e a Lei, obra elogiada sem reservas por sua fidedignidade pelo Professor Ortiz, inquestionavelmente digno de confiança, uma vez que ele mesmo é um jurista proeminente”.
    Análise: O valor do testemunho do Professor Ortiz ganha credibilidade como discurso de autoridade, ou seja, pressupõe que advogados são honestos. Tais argumentos podem ser altamente enganosos, sobretudo quando um falso mérito (o culto de “doutor”) torna-se sinônimo de qualificação profissional, representando status junto à opinião pública.
    Exemplo 3: (Do mundo das crenças religiosas)
    A: “Moisés foi divinamente inspirado”.
    B: “Como você sabe?”
    A: “Porque a Bíblia disse que foi”.
    B: “Mas como vou saber se a Bíblia é fidedigna?”
    A: “Porque foi escrita por Moisés, que é divino”.
    Análise: O falante aqui está assumindo como tácito aquilo que ele está tentando provar, usando a mesma afirmação tanto como premissa como conclusão. O enunciador continua repetindo sua enunciação, preso a um círculo no qual ele não oferece nenhuma prova para dar mérito a sua afirmação. Normalmente é fácil identificar esta falácia; mas quando o discurso é longo, e os elementos ficam bem separados dentro da enunciação, fica mais dificil reconhecer e combater este erro. Há que se considerar o discurso religioso cediço à falácia porque monossêmico, sustentando apenas o valor ideológico autoritário e muitas vezes ancestral, não admitindo refutação-daí os princípios fundamentalistas e a fé cega.

    No caso, você está dizendo que a bíblia está certa porque os teólogos disseram assim e que Cristo disse assim, mas esquece que Cristo veio para cumprir e não para modificar e que era rabino e portanto seguia os costumes judaicos à risca. Jamais iria criar uma religião que acabaria perseguindo quem quer que seja, e ainda mais seu próprio povo;

    sétimo: Falsa dicotomia (bifurcação):
    Também conhecida como “falácia do branco e preto”. Ocorre quando alguém apresenta uma situação com apenas duas alternativas, quando de fato outras alternativas existem ou podem existir.
    Ex: “Se você não está a favor de mim então está contra mim.”
    No caso, eu não falei que não amo a Deus, muito pelo contrário, e tão pouco ao princípio crístico. O que falei é que a religião cristã é uma farsa montada pelos gregos e romanos. No Antigo Testamento não existe profecia sobre Paulo, e nem Cristo falou sobre um décimo terceiro apóstolo. Estranho isso, né? Sou cabalista, meu caro, e tenho um bom conhecimento das coisas. Dizer que é teólogo é uma mentira, pois ninguém pode estudar Deus, mas tão somente conhecer o que foi revelado e ainda está por se revelar embasado no desenvolvimento das ciências,q ue permite ao ser humano descobrir novas revelações nas Escrituras. E outra: que teologia você se refere? Sim, porque existem muitas, e a sua é apenas mais uma que luta para se impor, daí seu interesse em me combater falaciosamente. Na verdade, seu interesse é manter essas mentiras, pois é daí que vem seu ganha-pão: da lavagem cerebral nos trouxas para que continuem doando seus míseros dízimos e ofertas sem fim a gente que nem você, sem piedade ao pobres que pouco tem para se sustentar e são obrigados a ‘doarem’ e ‘ofertarem’.

    Coca-Cola é isso aí! e sua teologia também, pura propaganda que não se sustenta diante de argumentos fortes. , hehehe.

  10. suh disse:

    Obrigado pela dica…vou deixar uma tmb adoro ler e uma das minhas ultimas leituras foi o livro A ordem é Amém de John Chelh e eu achei incrivel muito bom espero que gostem tmb…ele esta no site: http://www.seteseveneditora.com.br

  11. Daniela disse:

    que pena… vocês conseguem continar a discussão religiosa/ideológica, longe do que podemos aprender com o filme. Enquanto continuarmos olhando as nossas verdades, e deixando de lado o respeito e a caridade, o amor que Jesus pregou, este mundo vai continuar sofrendo as consequencias do egoismo humano. Parem de discutir e procurem fazer o bem, ter mais compaixão pelos que sofrem o mal que o poder exerce sobre nós, façamos campanha em defesa da vida, pela eleição de bons homens para que nos represente de forma honrosa e honesta no governo, e a mais importante: eduquem seus filhos no caminho reto. Não estou defendendo religião, mas uma postura de seres humanos inteligentes e zelosos. Um abraço,

  12. Outra evidência é que a língua hebraica foi escolhida por Deus para se expressar no Antigo Testamento, mas no Novo Testamento é usado o grego, dialeto coinê principalmente. Mas isso apenas evidencia a farsa, pois, se realmente os apóstolos tivessem escrito o Novo Testamento, o mesmo estaria em hebraico. Porquê? Simples: a língua hebraica é hipertextual, cheia de significados, suas letras são arquetípicas e carregam uma pedagogia própria. Suas letras estão eivadas de sabedoria, ligadas ao ensinamento divino, ensinam por si. Logo, nenhum judeu, como eram os apóstolos, deixaria de escrever em hebraico para escrever em grego. E até hoje não foi encontrado um único exemplar do Novo Testamento em hebraico Ah, mas alguns acusam a língua hebraica de ser pobre, né? Mais uma mentira, pois se fosse assim, Deus não a teria escolhido, e dizer isso é chamar Deus de burro.

  13. andré souza disse:

    Rubim Geontelus voce é um verdadeiro anti-cristo voce não sabe o que diz ,cometeu um pecado de morte que é blasfemar contar Deus, aliás morto voce JÁ ESTÁ

    • lila disse:

      Concordo com os Crentes que nesta pagina defendem DEUS , por que ele é unico e verdadeiro.

      Aos anti- cristo , umbandistas , ignorantes,etc

      Só dou os meu pêsames , pois estão condenados a morte por blasfemar contra o meu DEUS todo poderoso!!!!!!!!!!!!!

  14. andré souza disse:

    não sabe o que diz QUANDO CHEGAR O DIA VOCE SE ARREPENDERA DE TODAS AS SUAS PALAVRAS E DO SEU CONCEITO ERRADO E VERA A GRANDE GLÓRIA DE DEUS MAIS AÍ JA SERÁ MUITO TARDE AÍ ENTÃO VOCE E SUA FALTA DE FÉ CONCHECERA O INFERNO. JUDASS!
    JESUS MORREU POR VOCE

  15. Cara Daniela,

    Leia melhor o que escrevi e verá que tudo que você disse eu já falei lá, rs. Estou exatamente falando do verdadeiro Amor crístico, e isso não significa ser simplesmente cristão. Ser cristão é apenas dizer que acredita em Jesus, esperar ser salvo e se achar um eleito ou escolhido – portanto alguém especial porque vai para o céu, enquanto o restante vai para o inferno. E no filme só mostra violência de todos os tipos: o Eli se omite de ajudar pessoas durante se trajeto, violência ideológica, violência física, etc. E isso é resquício da maneira distorcida de pensar imposta pelos que inventaram o cristianismo: gregos e romanos, usando a pessoa de Paulo. Veja que toda a história do cristianismo é embasda em violência como falei antes. Cristo sim, pois sei que ensinou Amor; mas cristianismo não, uma vez que está fundado em violências diversas e que contradizem tudo que Jesus falou. Os cristãos tem como uma de suas características agredir sob o manto de um Amor, ou seja, batem forte e dizem que estão educando, civilizando, levando a palavra. Se prestar bem atenção, você nada mais fez que tentar usar da falácia chamada ridicularização para desmerecer os argumentos acima e tentar impor os seus. Melhor refletir antes de tentar dizer o que não percebe: ou por não saber, ou por malícia mesmo. Espero que tenha sido por não saber, e aí estará perdoada, rs.

  16. Nina disse:

    Bem Rubim nao sei qual é sua religiao e nao me interessa so sei q Deus te ama…
    Ao ler o que vc escreveu sinto que vc é uma pessoa tao sozinha espiritualmente e espero que Deus possa te alcancar…

    Bem tudo é feito hoje pessoal e nao conheco nada que nao tenha falhas..Bem Paulo foi alcancado por Deus ,DEUS nao queria saber da onde ele fazia parte da onde ele era Deus o amou e paulo recebeu esse amor….Bem Vc nao acredita em DEUS pelo jeito mais acredita em palavras das pessoas de Hoje em dia…
    O Mundo jaz do maligno o que isso quer disser ,a unica salvacao para uma pessoa nesses dias nao é a religiao mais sim uma unica pessoa Jesus que morreu por voce na cruz por todos nos.O filme me fez questionar muitas coisas em mim nao na religiao pq a religiao significa reconectar com DEUS Bem nao sou entendedora de tudo o pouco que sei eu me alegro em saber A RELIGIAO muitas vezes levam as pessoas pra longe de DEus o que importa é se vc acredita em DEUS NO SACRIFICIO D JESUS NA CRUZ…o FILME meramente é o q esta na moda falar de fins dos tempos… SO QUE nada vem por acaso ou se cria por acaso . O Filme nao mostra nem uma religiao mais sim a Fé das pessoas em DEUS naquilo que elas acreditam Eli tev fé em algo que nem havia conhecido antes e durante 30 anos ele segiu seu caminho..

    Bem se as pessoas basearem a sua fé em um filme elas nao vao pra frente ..

    Tudo é liscito mais nem tudo convem meuu acorda nao é por que um filme foi lancado que as coisas vao mudar de uma hora pra outra…Conhcer a DEUS isso é importante DEUS TENHA MISERICORDIA DE VC E QUE VC POSSA VER Q ELE TE AMA MAIS QUE SEU PROPRIO FILHO JESUS Q MORREU NA CRUZ .

  17. Cara Nina,

    Você apenas me causou dó, pois repete o mesmo discurso pronto e falacioso de todos os cristãos: de que tem Deus, e Jesus, e todos os outros que apontam falhas na religião cristã não o tem, e blá blá blá de conversa fiada e histórias para boi dormir. Isso é cegueira ideológica minha cara, e se alguém não tem Deus é justamente todos os que se acham no direito de julgar os outros e apontarem o dedão, amaldiçoando e condenando. Não é preciso que você e ninguém me diga que Deus me ama, pois eu sei muito bem disso, rs. E acho que você não leu o que escrevi acima sobre as falácias, pois se tivesse lido não teria escrito essas bobagens que já combati demonstrando que são argumentos falaciosos. E tão pouco sabe a linha de pensamento que sigo por não ter lido o que escrevi. Bem, você cometeu vários argumentos falaciosos, e todas as falácias que apontei para o Dalton e para a Daniele cabe a você também. Sem falar que foi leviana ao me julgar, pois está claro que nem leu tudo o que escrevi e o pouco que leu não entendeu. você comete as falácias de ad hominem, ad verecundiam, ridicularização, ad baculum, circularidade, e já as combati acima. Portanto, leia os textos anteriores e não repita o que já foi dito e desarmado. Que falta de criatividade a sua! rs.

    Obs.: não use letras maiúsculas (caixa alta) pois, por convenção, significam gritos, aumento na entonação de voz. E isso significa alteração de humor. rs. Essa é outra distorção dos cristãos: Jesus não falava gritando assim, pois isso é coisa de gente grosseira que quer se impor pela força (falácia ad baculum).

  18. Caro André Souza,

    Não distorça as coisas como sempre fizeram. Leia o que eu falei, meu velho, e não seja mais um endemoniado, que se julga no direito de intimidar os outros em nome Jesus, justamente alguém que pregou o Amor, mas que vocês insistem em distorcer e fazer o contrário ao ameaçar com inferno e outras aberrações. Ô coisa feia, eu não sou contra Jesus, e deixei isso muito bem claro. Sou contra essa religião aí que você diz seguir, que diz pregar o Amor ensinado por Jesus, mas pelas suas palavras dá para notar ódio por mim, querendo justiça de acordo com seu ponto de vista distorcido e doente e me ameaça com inferno, e outras aberrações. Tenho o Deus altísssimo, meu amigo, e isso você e ninguém me tira. E tudo que falei para os outros acima serve para você, que só faz repetir o mesmo discurso falacioso de sempre dos cristãos. Cara, Jesus pregou o Amor e era tolerante com todos, e um ser desse quilate jamais iria ameaçar quem quer que seja com inferno. Acorda! Ah, mas querer manter a pose tosca de donos da verdade, os únicos que tem Jesus (sim, pois os protestantes ou evangélidos, ops, evangélicos, se apoderaram de Jesus) dá ‘status’. Engraçado isso, né? Fizeram uma reforma meia-boca contra a igreja católica e se acham os tampas, os máximos, os salvos, os especiais. Sentir-se especial e escolhido é uma das maiores aberrações e egoísmo que pode existir. Mas os erros e distorções cometidos pelos católicos não foram consertados, né? Por quê? Simples: protestantes são ‘filhos’ da igreja católica, e portanto farinha do mesmo saco. Pior: os protestantes distorceram os ensinamentos de modo a dar embasamento ao capetalismo, ops, capitalismo, e riqueza é um sinal de bênção. Me poupe com seu discurso repleto de falácias.

    Deus é Um, é Único. A trindade foi introduzida forçosamente no Concílio de Nicéia, por ordem de Constantino. Existiam grupos cristãos contra isso, mas foram calados com a morte e muitos outros tiveram que fugir e se exilar em lugares distantes. Olha isso, é matemática, considerada uma linguagem divina, e representada na língua hebraica pelo método da guematria; pois cada letra tem um valor numérico, representa um arquétipo, é hipertextual:

    A = B = C > 0

    Mas acho que você não vai entender isso mesmo, rs. Bem, é simples: Se o Pai é igual ao Filho, e ambos são iguais ao Espírito Santo, e formam uma só ‘pessoa’ (embora individuais, são ao mesmo tempo indivisíveis); então, não pode haver egoísmo quanto a qual dos três alguém pudesse Amor, pois representam um Ser superior e sem maldade. Percebeu? No momento que alguém dissesse que segue apenas o Pai e alguém vem dizer que sem ir através do Filho não se chega ao Pai, isso caracteriza um politeísmo. Sendo Amor, Deus não seria egoista a esse ponto. Mas é Lei, né? Ah, mas vocês não combatem a Lei? Quanta contradição. Veja que isso numa análise lógica e matemática evidencia politeísmo, sem falar que seguem ainda a teoria de que Deus concorre com o diabo. Blargh! Estou fora disso, amigo. E ainda mais: o verdadeiro Deus não tem nome, é inominável e inscogniscível. Tanto que a primeira palavra da Tora, Bereshit, começa com a letra beit, e não com aleph. Por quê? Simples: Aleph significa boi, é um arquétipo que representa Deus, e portanto algo além do conteúdo da Torá. Veja que Jesus se colocava como um boi ao mencionar que todo aquele que estivesse cansado poderia usar o jugo e trabalhar em parelha com Ele, arando o campo. Mas esses ensinamentos são um princípio e só entende isso quem nasce de novo, e passa a trabalhar interiormente para se tornar crístico também. Não adianta seguir Jesus e continuar cometendo os erros que vocês, cristãos inventados por Paulo, fazem. São apenas os fariseus modernos…

    Ainda continuo de pé, pois Deus nunca me abandona, rs.

  19. O Insônico disse:

    Tenho tomado tanta coisa pra tentar dormir e não tenho conseguido. Finalmente descobri a cura para
    as minhas insônias. Descobri este site por acaso e, ao fim de 15 minutos lendo estes comentários,
    dormi direto na cadeira até o dia seguinte! Obrigado a todos, por terem, inadvertidamente, curado
    minhas insônias! A todos o meu BEM HAJA!

  20. Wellington disse:

    O Insônico: Hehehe espero que tenha gostado do site e volte sempre, não somente como cura para sua insônia, mas também aproveite as Dicas de Filmes para assistir. gde abraço.

  21. Eveline disse:

    Rubim é uma pérola… O mesmo comentário copiado e colado em diversas críticas pela net, só pra divulgar sua suprema opinião.
    Se você tem liberdade de pensar o que quiser do filme deveria deixar os demais fazerem o mesmo também. Por que vc se incomoda tanto com aqueles que acreditam em Deus e na Bíblia? Por que essa ânsia em se provar certo?

    E larga mão do Ctrl + C, Ctrl + V. Tenha o mínimo de respeito pela opinião alheia postando comentários originais…

  22. Deise Souza disse:

    Para todos que deixaram seus comentários e deixarão:
    LEIAM A BÍBLIA (Estou gritando mesmo! rs,rs)
    mas conversem com Deus e peçam que Ele fale aos seus corações!
    Depois voltamos a falar sobre o filme…que me despertou para a leitura da Bíblia com muito mais interesse!
    Deus abençoe!

  23. Edson da Rosa disse:

    Fique admirado com os comentários de Rubim Geontelus sobre a religião, mas gostaria de saber quem é essa pessoa pois, Jesus eu conheço, Paulo eu conheço, mas você quem é? Comentários feitos por você ou cpmprado em caxinhas, de uma filosofia barata que não conclui nada. Espero que você comece realmente a pensar pois sua filosofia é muito barata. Se tratando de pessoas assim aconselho não lançar pérolas aos porcos.

  24. Suh,

    Eis o resumo do livro que você indicou:

    Livro: A ordem é Amém
    Categoria: Ficção Brasileira
    Resumo do Livro:

    Joseph Sulivam, um experiente corretor de imóveis, abandona o seu cargo e decide, juntamente com sua esposa, usar o seu talento em vendas para vender a palavra de DEUS.
    O livro traz a história de um homem que pensa somente no dinheiro, usando o nome de DEUS em seu plano de enganar. Mas DEUS é maravilhoso e muitas vezes usa o que está errado para fazer o certo, mostrando que ELE é o único plano de salvação eterna. O resto é correr atrás do vento.
    A ordem é Amém te comoverá até a última página.
    Seja feliz e plante sua Fé

    Vou procurar lê-lo depois, mas, pelo que vejo, o livro fala exatamente do comércio em torno da palavra de D_us. E isso é o que estou mostrando na resenha que fiz sobre o filme: comércio, tanto a fim de obtenção de dinheiro; quanto para obtenção de controle das mentes.

    A verdade foi distorcida, e durante todo esse tempo muitas pessoas que sabem de todo mal que foi feito não puderam dar suas versões devido às perseguições – que ainda existem, embora tenha diminuído as práticas macabras tipo inquisição e outras coisinhas. Mas vale lembrar que os radicais são capazes de matar e o fundador do movimento mórmom que o diga, rs. Mas D_us é justo e a verdade há de prevalecer. Verdade? Sim, muitos não sabem responder o que é verdade, e reportam o fato ocorrido entre Jesus e Põncio Pilatos quando esse indaga ‘O que é a verdade?’. Mas a verdade está oculta na própria palavra Emet (verdade em hebraico), e também na palavra Amém.

  25. Caro insônico,

    Não gosto de escritos ambíguos, e esse comentário seu é ambíguo. Se realmente está falando que os escritos lhe ajudaram, ótimo. Mas se está de ironia, o que acho o mais cabível pelo que entendi, então melhor ver o que anda realmente tomando para dormir, pois pode tar tendo alucinações.

    Não escrevo coisas para fazer ‘boi dormir’ como quis dar a entender. Boi é um dos simbolismos de D_eus, como bem tem nos ensinamentos de Jesus quando fala sobre ‘aquele que estiver cansado, usar a canga e trabalhar junto com Ele, descansando, sossegando’. Mas com certeza é ‘para porco dormir’, rS.

  26. Wellington,

    Dando uma de macaco e maria-vai-com-as-outras, hehehe

  27. Cara Eveline,

    Não, minha querida! Sou rubi mesmo, primeiro mineral usado para produzir laser, e com significados simbólicos profundos, que você não entenderia mesmo, rs.

    Quanto a dizer que eu copio e colo é próprio de mentes fracas, perversas, hipócritas, como a maioria dos que se dizem ‘cristãos’. Claro, na verdade seguem o paulinismo , que foi incorporado ao estado romano à força, principalmente durante o período de Constantino. Daí o ódio latente nos corações dos que se dizem ‘cristãos’. Nunca lhe vi mais gorda!, Então como pode dizer que copio e colo? Acho que você precisa orar muito e pedir luz para sua vida, pois vive nas trevas. Vocês espalham ódio e nem se dão conta. E teve o trabalho de ver se tenho outros sites na net? Que bonitinho! Se interessou pelo quê? E eu não deixar os outros pensarem o que querem? Engraçado, aqui é um lugar democrático e apenas falei a verdade. Você nem ninguém é obrigada a seguir, e você que está tentando me agredir com a falácia conhecida como Ad Hominem por falta de argumentos lógicos convincentes. E você é tão leviana e sem noção que eu não falei que não acredito em D_us, e nem nas Escrituras Sagradas, hahaha. Falei que a Bíblia cristã, ou Bíblia cristãs estão erradas, só isso meu bem…E não estou com ânsia de me provar certo, pois o que digo não é meu, mas a verdade de D_us. Jesus foi perseguido por dizer a verdade, e assim somos todos que tentamos abrir os olhos dos que dormem. Acorda! Seu cristianismo foi fabricado….Jesus é/era judeu, não deixou religião nova alguma….

    Ou jesus era/é mentiroso ou vingativao, pois em vida falou que não veio para modificar e sim para cumprir. Depois aparece Paulo fazendo modificações de modo a distanciar os ensinamentos de Jesus das origens judaicas a ponto de haver ódio nos corações dos ‘cristãos’ ao dizerem que foram os judeus que mataram Jesus. Engraçado que todos os primeiros seguidores de Jesus eram judeus, e todos os que choraram ao pé da cruz também…

    Vá orar para deixar de ser leviana, e estudar para ver que o que digo é verdade…

    Imagina vir com a mesma ladainha de falácias Ad homimem ao tentar me atacar dizendo que meus escritos não são originais e copio e colo, rs. Você vomitou inveja, leviandade, ódio, e outras coisas. Que nojo!

  28. Deise Souza,

    Problema seu se quer continuar nos erros de sempre. Mas gritar assim!? Eu, heim!? Como disse antes: As Bíblias cristãs têm mais de 4 mil erros e distorções, e não vou me deixar guiar por cegos e cair no abismo, hehehe.

  29. Wellington disse:

    Rubim, não entendi o que quis dizer com maria vai com as coutras, visto que eu apenas agradeci a visita do “O Insônico”, não entrei e nem vou entrar nessa discussão que foi criada em torno deste filme. tenho mais o que fazer, nem ler seus comentários eu não li, apenas aprovei e aceitei em respeito a liberdade de expressão. Bom, só o que posso dizer é boa sorte na sua luta aí, gde abraço.

  30. Edson da Rosa,
    Engraçado como você é sem noção, pois, ao me perguntar isso, esqueceu que eu também digo a mesma coisa sobre você. Preste atenção, coisa tosca: D_us me conhece, e então quem é você para eu dever satisfações e procurar me identificar? Comprados em caixinha? Não mesmo, pois o que foi comprado em caixinha foi a religião fabricada que vocês seguem, rs. Seguem o mal e não se dão conta. Jesus disse que não veio para modificar, mas para cumprir. Depois aparece Paulo e modifica um monte de coisas…Então das duas uma: ou Jesus é mentiroso, ou Paulo é um sacana. Prefiro acreditar que Paulo é um sacana, pois basta ver o que ele fez e o mal que provocou. Sem falar que os romanos adoraram as modificações feitas por Paulo, a ponto de aceitarem o ‘cristianismo’. Ah!, Paulo foi executado, né? Você acredita mesmo nisso? Engraçado que nas Escrituras Sagradas (Velho Testamento) não fala sobre Paulo, e nem Jesus falou sobre ele aos apóstolos. De repente aparece Paulo, dizendo que tinha uma missão dada por Jesus, mas essa missão leva a uma contradição como mostrei acima. Jesus é mentiroso? Claro que não, o que houve foi uma prostituição de seus ensinamentos tanto por Paulo como por tantos outros que prosseguiram modificando as Escrituras Sagradas. Minha filosofia é barata? Não, meu caríssimo, a sua que é, inclusive a filosofia implantada por Paulo usando diabolicamente o nome de Jesus. Basta dizer que todo o Novo Testamento foi escrito em grego, e nenhum judeu iria deixar de escrever em hebraico para escrever em grego, pelo simples fato da língua hebraica ser hipertextual, veicular ensinamentos em si, e ter sido dada aos hebreus por D_us. Então vemos aí indícios claros de mentiras milenares que não se sustentam diante da verdade. O ‘cristianismo’ foi imposto por Paulo e pelos romanos a custa de muito sangue dos que discordavam das mentiras.

    Um pequeno exemplo: luz em hebraico é Aor, sendo a letra ‘a’ muda, e o som da pronúncia moderna é ór. Vemos que a letra hebraica equivalente as letras dos alfabetos ocidentais é Alef, que em hebraico tem o valor do número 1 e significa boi ou princípio primordial. A letra ‘o’ de Aor não é escrita, mas apenas marcada na pronúncia, se bem que modernamente tem os sinais massoréticos, e a letra ‘r’ de Aor é equivalente em hebraico a letra Resh, que significa cabeça, mente. Logo, Aor, luz, sifnifica em hebraico, nas Escrituras principalmente, que D_us nos quer como receptáculos (cabeça, livro, taça, copo, mente), de sua presença. Percebeu o poder da línga hebraica!? Hahaha..

    Eu que digo: ‘Não vale a pena jogar pérolas aos porcos’….

    Bobinho…

  31. Wellington,

    Bem, parece-me que você não havia percebido a ironia lá do insônico, acho que isso. Então, fica na paz!

  32. Tenho outro texto interessante chamado ‘Eu sou culpado! E você!?…, e essa resenha sobre o filme ‘O Livro de Eli’ está mais completa e até com ilustrações no meu site

    http://www.rubimgeontelus.com

    Ficarei feliz pela visita. Mas, por favor, se querem debater algo, o façam de maneira civilizada e com argumentos lógicos. Não adianta usar falácias, pois isso é coisa de fracos, ou de gente que quer manter o status quo porque lucram com isso, como pastores, igreja católica, etc…

    A Verdade (Emet) há de prevalecer….D_us é UM, e não há outro além dele! Lembrando que Jesus nunca falou que era D_us, e sim filho do homem. Filho do Homem significa ser filho de Adam Kadmon, o homem primordial, e quaisquer interpretações diferentes são mentiras e manipulações.

  33. Fariseu disse:

    Rubin não entendo com que princípios voce acata/aceita o antigo testamento e despreza o Novo. Quais os critérios? Fiel no sentido que diz ser aquilo que seus autores disseram O NT é. Ao ponto de não prejudicar os fundamentos da fé cristã. Isso é possível de verificar
    ante a comparação entre os mais de 5000 fragmentos do Novo Testamento espalhados pelos museus do mundo atual. A História e a Arqueologia sustentam vários eventos citados no Novo testamento. Por parte da ciência fica em cheque apenas o aspecto milagroso não só do Novo testamento, mas de toda a Biblia por razões óbvias. A ciência não explica o sobenatural, logo não o admite.
    Fiquem certos todos que não estão lendo um livro ordinário, o Novo Testamento é inspirado por Deus. Não é um texto manipulado ao bel prazer de alguém. É Ridiculo comparar sua confiabilidade e veracidade com obras como Ilíada e a Odisséia por exemplo. E ainda, Não
    existe fundamento nesse ataque feito de maneira irresponsável a Paulo. Além do que as cartas paulinas estão perfeitamente alinhadas com o que diz o velho testamento e evangelhos. Há confirmação e não contradição como nosso colega insinuou. Sei que o caro
    colega é bem instruído, mas está com a mente cauterizada pra ver apenas aquilo que quer acreditar. Outra coisa fiquei curioso: Como você conhece Jesus, já que o adimira tanto ? baseado em quais escritos? No novo testamento que você critica não deve ser.

  34. Meu ‘nobre’ fariseu, rs,

    Acho que você não leu as mensagens que escrevi a acima e, se leu alguma coisa, com certeza não compreendeu. Outra coisa: alguém que se identifica como ‘fariseu’ e vem se prontificar a defender Novo Testamento é, no mínimo, uma contradição. Estou rindo aqui sem parar. Como você é ridículo. Não sou eu que digo que o Novo Testamento é uma farsa, meu caro. São estudiosos diversos, inclusive gente honesta ligadas tanto ao catolicismo quanto ao protestantismo, e também as outras religiões cristãs. É um fato que a igreja Católica manipulou as Escrituras, e, para quem estuda e procura a verdade, isso é simplesmente indiscutível. Você acha que conhece Jesus!? É mesmo mais ignorante do que parece. Acha que o Jesus mostrado no Novo Testamento é o verdadeiro? E porqu os outros livros não foram aceitos? Simples: porque iam de encontro ao interesses de Roma (Igreja Católica). Inclusive Paulo também era fariseu, da cidade de Tarso (centro do mitraísmo), etc. Eu estudo, meu caro, e, por isso, posso dizer essas coisas agrade ou não. Jesus sim, cristianismo não. Entendeu agora….irresponsável é você que continua a insistir em mentiras quando as prórpias Escrituras dizem que Jesus teria que nascer da linhagem de David e, portanto, ter um pai biológico, mas não é isso que vemos. Por quê? Simples: porque isso é necessário para validar o conceito de Trindade, que não se sustenta pelo fato de Jesus ter dito claramente que era Filho do Homem, ou seja, Filho de Adão, da Humanidade, e Jesus dizia ser menor que o pai. Só para citar algumas coisas. Sem falar que é interessante que pessoas escolhidas pelo próprio Jesus para serem seus representantes tenham acabado por ficarem em segundo plano devido a aparição de Paulo. Interessante também que a Igreja Católica tenha sido uma corja de gente dessa natureza: Paulo era um perseguidor e assassino dos primeiro seguidores de Cristo (primeiros seguidores, que era judeus); Constantino também era um assassino e perseguidor; e tantos outros, inclusive o título de papa era comprado (veja a história deles e veja como eram decentes). Então acha que com toda essa corja no poder religioso, político, etc, Deus, com toda sua bondade e justiça, inspirou essa gente!? Meu amigo, não seja ingênuo. Hahahaha, estou rindo sem parar com sua colocação. É só mais um manipulado que ainda não acordou. E os protestantes!? Fizeram uma reforma meia-boca, rs. Sim, tiraram uns livros, modificaram umas coisinhas e só. No mais mantêm o conceito de demônio e inferno, de jesus ter nascido de virgem de modo a contradizer as profecias do Velho Testamento, etc. Jesus era rabino, e para ser rabino é necessário ser casado e ter filhos, pois é uma lei entre os judeus. Compreendeu agora!? Poderia lhe citar tantas contradições no Novo Testamento que iiria preencher muito espaço aqui. Mas porque não pesquisa ne net ou compra livros falando sobre isso e procura a verdade em vez de tentar repetir a mesma ladainha de sempre a favor do cristianismo!? E mais uma coisinha: todas as tentativas dos ‘cristãos’ tentarem provar que a Trindade é possível são embasadas na mecânica clássica ou newtoniana, mas nós estamos na era da mecânica quântica e, de acordo com essas teorias, tudo é Um. Eu nem deveria estar respondendo a você porque me pareceu alguém sem noção e incivilizado, mas merece uma resposta para tentar se orientar, rs. Mais uma vez: Jesus sim; cristianismo mentiroso não. Não confuda….E muda esse seu nick horroroso, rs. Bobinho, rs.

  35. Gamaliel, ex-Fariseu, disse:

    Gamaliel, ex-Fariseu,
    Rubin fico satisfeito que tenha me respondido. Pelo jeito você não gostou mesmo do meu nick e, atendendo sua solicitação o mudei, rs. Não sabia o que era argumento ad hominem, mas segundo suas definições você o usou contra mim (vide “ridículo”). Sentiu-se ameaçado por eu ter argumentado com racionalidade? rs. O cristianismo baseia-se no judaísmo e nos ensinamentos de Jesus Cristo não em Mitra, São várias as referências no velho testamento que falam das coisas que haveriam de se cumprir em Jesus e não há contradição em relação a isso nos ensinamentos de Paulo, muito pelo contrário, o que há é uma “continuidade”. Depois, o material que se tem sobre o mitraísmo não é confiável. Por exemplo: não se tem certeza de que que mitra nasceu de uma virgem. Cabe a você escolher em ficar com o não-confiável ou com o confiável. (Será que a mensagem de Paulo teria sido aprovada pelos apóstolos originais se fosse falsa?). Que você estuda tenho certeza, pena que seja nos lugares errados. Fico imaginando que boas obras o ladrão da cruz realizou?! pra que Jesus dissesse: “Hoje mesmo entrarás comigo no paraíso” (Quando chegou lá o ladrão exclamou de alegria: “uuuuhhuuuuuu!!! o que é que eu fiz pra merecer isso?!” brincadeirinha pra descontrair, rsrsrs).

    Sou contra o capitalismo selvagem e injusto (como o que é retratado no filme Daens). Mas sou favorável a um capitalismo onde o “negócio é bom pra todos”. (taxas de juros baixas, os salários altos, nível de emprego bom, preocupação com o meio ambiente e política de governo que impeça que os menos favorecidos sejam tratados como lixo humano). O capitalismo em si não é bom ou mau. vai depender das pessoas que o usam. (Normalmente em países protestantes ele é bom nos países considerados laicos como o Brasil ele é mau já que se utiliza do sistema para se aproveitar das pessoas).

    Voltando a “religião”…

    Desculpe se o ofendi, irresponsável foi o “ataque” não você. Não existe na Bíblia a citação da palavra trindade, mas essa idéia fica subentendida. Pra nós seres limitados fica bem difícil de entender o conceito, mas e mais ou menos assim. são três pessoas com intelecto vontade e até atribuições diferentes, apesar de terem os mesmos atributos (Onisciencia, onipresença, onipotência entre outros). Todos compartilham ainda de uma mesma essência, um só Deus.Imagine que se eu pedisse pra várias pessoas fazerem uma mesma atividade. Cada um faria à sua maneira, rápido, devagar e etc. Com Deus é diferente. As três pessoas são perfeitas, logo pensam de modo perfeito, sendo assim não há discordância entre eles. Portanto apesar de serem três pessoas há somente uma essência, UM SÓ DEUS. (não sou triteísta, acho que fui claro!)

    O conceito da trindade não foi criado pra justificar nada. Jesus é Deus visto que assim o declarou. Nisso implica sua morte, e a de muitos outros que vieram após ele. Inclusive dos apóstolos que viveram três anos ao seu lado. Judas teria se suicidado se soubesse que Jesus era impostor? Outros apóstolos sustentariam a “mentira” desprezando a própria vida?

    Adimito que não sou dono do conhecimento nem tenho todas as respostas, mas creio num Deus: Pai bondoso e misericordioso, Filho salvador da humanidade e Espírito Santo que me consola nas horas difíceis. Ele me guia pelo caminho certo e me sustenta para que não caia.

    Concluo aqui com as palavras do sábio Gamaliel: “Se este desígnio ou esta obra for de homens, será derrubada; (2000 anos e contando… brincadeirinha, rs) mas, se for de Deus, não podereis derrubá-los… podereis talvez ser realmente achados como lutadores contra Deus.”

  36. Gamaliel, ex-Fariseu, disse:

    Errata
    Depois que enviei foi que percebi, sacrifiquei as palavras em nome da intenção, não quis dizer que Jesus “declarou” ser Deus e sim que Ele “adimitiu” ser Deus (ao perdoar pecados, operar milagres em seu nome, em algumas situações em que “blasfemou” segundo os judeus, ao aceitar ser adorado como Deus e etc).

  37. Sr. Gamaliel,

    (tenho problemas de visão, miopia, e sensibilidade a luz, por isso as vezes não vejo alguns erros, como letras faltando e talz, peço desculpas por isso, se acontecer, pois nem sempre faço correções minuciosas antes de enviar o que escrevo)

    Se o ataquei com o ad Hominem foi justamente porque havia sido atacado, peço desculpas também já que também foi legalz. Bem, o que expõe é justamente o que sempre foi defendido pelos ‘cristãos’, e é o que é combatido por quem vê o outro lado da moeda e sabe que tudo isso foi inventado. Não existem dúvidas sobre o mitraísmo porque foi uma religião que surgiu uns 2000 mil anos antes de Cristo em regiões que já dispunham de escritas e tudo sobre o mitraísmo consta de documentos e registros diversos, bem como a vida de Krishna, que viveu muito antes na Índia e também é idêntica a de Cristo e cujos ensinamentos e vida é bem registrada em sânscrito. Outro que viveu praticamente na mesma época de Jesus foi Apolônio de Tiana, e também foi idêntico. Orfeu viveu milhares de anos antes de Jesus e também é semelhante. Sem falar que todo o ensinamento de Jesus, suas palavras, etc. são iguais aos ensinamentos de Buda. Também o Taoísmo está repleto de semelhanças com os ensinamentos de Jesus, e é milhares de anos anterior. Não vejo mal algum em se dizer isso e ver que é verdade, afinal todos essas pessoas citadas pregavam o amor, a luz, o bem, e conseqüentemente D_eus. É lamentável que não queiram ver a verdade.

    D_us é um Ser tão inominável, inefável que qualquer tentativa de o definir já comete engano. A própria palavra D_eus já o define e é falsa, mas temos que pensar Nele de alguma forma e, por isso, é inevitável não cometermos esse engano; uma vez que nossa mente não consegue abstrair tanto a ponto de imaginar o que Ele seja. Estou acabando de escrever um artigo sobre distorções, erros, contradições que são encontrados no Novo Testamento e que deixa claro esse problema. Você então poderá tirar suas conclusões a respeito e ver por si, comparando em sua Bíblia, as contradições existentes, e olha que vou colocar apenas algumas. O problema é que essas modificações foram impostas à força pelos romanos de modo a permanecerem até hoje. Perseguiram, mataram, destruíram em nome de ‘Jesus’. Roma perdeu dos gregos o projeto de levar ao mundo uma cultura centrada em si. Primeiro os gregos impuseram limites em todo o mundo que dominava, o helenismo, e que, dentre outras coisas proibia o uso dos idiomas locais e também expressões religiosas. Os romanos ampliaram esses conceitos e impuseram ao mundo o mundo romano: contra os judeus, que eram ‘rebeldes’, os romanos foram implacáveis. Acabaram por expulsar os judeus de suas terras, e distorceram, usurparam, através do poder das armas, os ensinamentos judaicos e, inclusive, de Jesus. Se você procurar pesquisar também em fontes confiáveis verá que é verdade. Por que acha que o Vaticano ainda mantém milhares de manuscritos, livros, etc, ‘guardados’ em sua biblioteca? E que dizer da corja de ‘papas’ que ‘reinaram’ lá? Então, é fácil ver que o que consta no Novo Testamento não é ‘exatamente’ o que Jesus disse, e que deve ser ‘engolido’ apenas porque Roma fez um trabalho de lavagem cerebral de primeira, e ainda mais sob o argumento de inspiração divina. As contradições são tantas que dá até nojo. Desculpe-me, mas é verdade. Vale lembrar que os gregos formaram sua cultura a partir da absorção da cultura minóica, que era ligada às culturas camito-semíticas, principalmente a egípcia com a qual mantinha interação. Interessante que a cultura minóica simplesmente sumiu, rs. Depois os gregos foram como migué (como quem não quer nada) lá no Antigo Egito como estudantes, e absorveram tudo que podiam e o que os egípcios se permitiram ensinar. Resultado!? Voltaram depois de uns 300 anos como invasores e escravizaram o Antigo Egito, e a civilização do Antigo Egito simplesmente sumiu. Depois invadiram o mundo até onde puderam e sufocaram os povos desses lugares. Roma herdou essa ‘bondade’ grega, hehe. Mas somos programados para acreditar na versão nojenta da história contada sob a perspectiva dos vencedores sempre, né!? Só que a verdade é bem diferente. A Grécia desenvolveu o conceito de helenismo, e depois Roma herdou, sendo a Igreja Católica (Universal) parte desse plano, e por isso o centro do cristianismo deslocou-se para Roma. Puro romanismo. Infelizmente o mundo ocidental, que contribuiu e contribui muito para o desenvolvimento do mundo, também é responsável por mentiras diversas. Modernamente, para a antropologia, a propaganda é considera uma ‘feitiçaria’ porque influencia as mentes das pessoas levando-as a fazerem ou pensarem coisas de acordo com o feiticeiro (programador ou propagandista). E propaganda de se mesmo foi o que mais Paulo fez, apoiado por Roma. Dizia o nazista responsável pela propaganda (esqueci o nome no momento) que ‘uma mentira repetida mil vezes se torna verdade’. Basta ver que somos levados a achar que os americanos é que venceram as Duas Guerras Mundiais, mas, na verdade, devemos mais aos russos (devemos a todos a bem da verdade). Ninguém descobriu o Novo Mundo, mas foi invasão mesmo e o maior massacre já visto a etnias, no caso os índios.

    O cristianismo é embasado em conceitos materiais, e querem provar a trindade justamente levando-se em conta o mundo material que vivemos, ou seja, as leis da mecânica newtoniana ou clássica são usadas para ‘provar’ a existência da trindade. Mas a matéria não existe, e tudo que é material um dia írá simplesmente ter fim, uma vez que a matéria é constituída simplesmente por luz. Tudo é luz, e luz é frequência. Daí o verdadeiro significado da palavra ‘Verbo’, que em hebraico é Aut (sinal, palavra, verbo). Contudo D_us não é frequências, mas algo além disso. Uma ‘substância’, como dizia Spinoza, que preenche tudo e não pode ser definida. A mecânica quântica simplesmente prova a existência de D_us, por isso tantos cientistas hoje são religiosos, principalmente os físicos. A luz simples que vemos já nos dá uma pista segura de como seja as dimensões mais elevadas. A luz preenche todo o espaço, e mesmo o vácuo está repleto de luz (lembrando que luz é freqüência e existe a energia ou freqüência escura, que é maioria no espaço. Favor não confundir o conceito de energia escura com trevas, rs). O próprio conceito de número é uma realidade abstrata, e as coisas e símbolos utilizados para contar não são os números, mas uma maneira de os compreender. 1 é apenas um símbolo, e não é o conceito de um. O conceito de número é abstrato e, portanto, um jamais pode ser constituído de outras coisas como querem e teimam em explicar os cristãos para validar a trindade. Partindo da mecânica clássica ou newtoniana, que apenas explica o mundo material, querem ‘provar’ a trindade com argumentos do tipo ‘uma mesa e duas cadeiras forma uma mobília’, uma nova unidade, e assim também acontece com a trindade. Isso são categorias. D_us pode categorizar tudo, mas ninguém pode categorizar D_us. D_us é luz, ou melhor, um tipo ainda mais sutil de luz, inefável, e portanto só explicável através da mecânica quântica. Até dizer que é um tipo de sutil de luz já está errado, puts! É mesmo inefável…

    A luz comum, ao sair de uma fonte, digamos o Sol, leva 8 minutos para chegar a Terra, né!? Errado. Para a luz nem existe isso de sair e chegar, pois é tudo ao mesmo tempo (o tempo não existe na velocidade da luz). Nossos olhos e mente é que vêem a luz sair do Sol e chegar a Terra, pois somos imperfeitos, rs. Apenas a luz pode atingir sua própria velocidade, e qualquer outro objeto necessitaria de tanta energia para isso que toda a energia do Universo seria drenada para tal. A luz forma a matéria por vibrar em determinados pontos, mas vemos esses pontos como algo sólido devido às ilusões de percepções, pois na verdade os espaços entre os núcleos e os elétrons são maiores que os existentes entre as estrelas e os núcleos e elétrons são apenas freqüências. Existem outras propriedades da luz que simplesmente nos maravilham, como os conceitos de ‘tudo está emaranhado’ e ‘tudo está interconectado’. Vale lembrar também a Teoria da Super Cordas. É simplesmente inegável a existência de D_eus, mas sob a visão da mecânica quântica,que nos mostra que tudo é um, e vai até além, pois na verdade tudo são possibilidades, são escolhas que fazemos todos o tempo. Na verdade para cada escolha que fazemos existem n possibilidades, mas apenas uma vinga a partir do momento que ‘olhamos’ e escolhemos. Essas possibilidades ‘existem’ todas num conceito chamado de ‘vazio’, mas esse vazio não é o pregado pelo nihilismo, e sim o vazio que tudo contém (conceito já existente na cabalá, taoísmo, budismo, vedas, etc, milhares de anos atrás e agora comprovado pela mecânica quântica). Assim que é D_us: uma unidade inefável, e qualquer tentativa de O definir já comete erro. Outra coisa: tempo-espaço só existe para nós, pobres seres imperfeitos, mas no mundo da luz, o mundo quântico, e ainda mais o mundo do D_us Inefável, Bendito Seja, nada disso existe de modo que um conceito como o de trindade é absurdo. Mesmo dizer que D_us é um ou unidade, ou unicidade, é um erro, pois Ele é inefável. Até a palavra inefável não o define, mas temos que abstrair o máximo possível e temos que usar palavras de alguma maneira.
    Jesus dizia que o Pai era maior que Ele, dizia que era Filho do Homem (esse homem é o Adam Kadmon ou Homem Primordial, o Adão espiritual formado por D_us), está claro em outras citações que Cristo foi o primogênito da Criação (portanto também foi criado). Quando Jesus dizia que era igual a D_us referia-se ao mundo espiritual onde, como Cristo, era ou é uma imagem perfeita. Mas mesmo o mundo espiritual ainda não é D_us inefável ou Absoluto. Até os seres ou frequências mais sutis ou espirituais foram criadas também, e dessa forma, anjos e o Verbo estão em níveis mais elevados que o plano material. Como no mundo quântico não existe o tempo-espaço, imagina então para conceito ainda mais superior como o de D_us inefável?, então ao se falar de criação, de origens, etc, isso acaba causando confusão mesmo, pois tentamos entender isso a partir do mundo material embasado na mecânica clássica ou newtoniana, e daí surgem os problemas. Na verdade, toda a Criação está em pleno desenvolvimento, está acontecendo agora, pois para D_us o tempo não existe, e só nós vemos o tempo passando. Ao revelar-se para Moisés, D_us identifica-se como Eheyieh Asher Eheyieh, que significa ‘Serei Aquilo que Serei’ ou ‘Estou me tornando Aquilo que estou me tornando’. Em hebraico não existe o presente do indicativo e ‘Eu sou o que sou’ é uma tradução errada. Veja que D_us assim se expressa ao se referir a Criação, e não a Ele. O mundo material, principalmente os seres humanos, é a noiva que Cristo veio resgatar. Bem, poderia prolongar esses argumentos, mas acho que já me fiz entender.

    Veja que não negamos a ‘divindade’ de Cristo, nem seu propósito de trazer ‘luz’ a humanidade, mas o conceito de Cristo é muito mais abrangente do que querem os ‘cristãos’, e, como D_us é simplesmente inefável e tudo está contido Nele (estou usando D_us no masculino porque infelizmente é assim que nos expressamos em português, mas D_eus não tem sexo, nem gênero, nem nada, contudo é tudo, rs) é inadmissível aceitar a trindade embasado no materialismo da mecânica clássica, ou seja, a materialização de D_us. O absurdo é tanto que, ao fazer isso, contrapõe a luz à matéria, como se a matéria fosse algo independente da luz. Lembrando que luz é frequência e frequência é outra forma de dizer Verbo (sendo o Verbo uma frequência digamos mais harmônica, e nessas frequências existem informações. Não é por acaso que existe um Livro chamado Números na Bíblia, e medidas estão em toda parte na Bíblia. Ruach em hebraico significa espírito mas também direção, e para haver direção é necessário medidas proporcionadas por números. Por isso o alfabeto hebraico é tão mais superior ao grego e ao latino), hehehe. Mas lembrando também que D_us inefável está além ainda dessas freqüências. . Por isso para os judeus, para os hindus (que são monoteístas e não politeístas, e para eles Brahman representa esse conceito de D_us inefável), para os taoístas (para quem D_us também é esse conceito inefável), para os antigos maias, incas e astecas, e antigos egípcios D_eus era inefável. Mas apenas as classes sacerdotais tinham acesso a essas informações. Para as massas, havia a apresentação de D_us como algo material, ligado a natureza, personificado. Não é isso que o cristianismo faz!? Não!? Claro que é, só que em vez de cultuar alguma outra imagem, transformaram Jesus em D_us inefável através de uma fórmula dogmática ligada á mecânica materialista como já disse. D_us fez o homem a Sua imagem e semelhança espiritualmente, e não materialmente. Esse é outro erro, e por isso querem fazer de Jesus igual a D_us. O Dogma não admitindo a lógica e as ciências nega ao o direito que assiste ao ser humano de raciocinar. E ciência é bom, desde que aplicada ao bem e com equilíbrio. Veja que D_us convocou Adão para nomear os seres e as coisas e isso é fazer ciência, é chamar o ser humano a ser co-criador. Nossa! Como eu gosto desse assunto. Ah! Como a matéria é só luz (energia ou frequência) condensada, então o que chamamos de vida é na verdade uma morte temporária, pois dá para perceber que, na verdade, a verdadeira vida é espiritual. Nós é que nos apegamos a matéria e vemos tudo a partir desse ponto de vista, como quando tentam provar a trindade. E para finalizar (espero, rs), toda essa ciência da mecânica quântica não foi inventada ou é coisa do homem, mas de D_us, pois está claramente na Tanakh (a Bíblia hebraica mais conhecida como Torah), e está também e ainda mais detalhada na cabalá, está ainda nos vedas, no budismo, no taoísmo, e mesmo nos conceitos dos antigos egípcios.

    Puts, lembrei de algo: ao mencionar que é Filho do Homem, e portanto de Adam Kadmon; dizendo-se Filho de Deus, e nos fazendo irmãos Dele, o Cristo está nos mostrando o caminho de como fazer para evoluirmos e alcançarmos uma frequência espiritual que mais se aproxime Dele e portanto de D_us Inefável. Veja que todo o gênese nada mais é também que um convite a formarmos essa ‘luz’, representada pelo Cristo, o Logos, o Verbo, em nosso interior. Fiat Lux, ‘Que seja feita a luz!’ Imagem e semelhança espiritual.

    Fica na paz amigo (Shalom e Shalem escrevem-se com as mesmas consoantes em hebraico, Sh-L-M, e são de uma mesma raiz, sendo que Shalom é paz e Shalem é integralidade, totalidade, Unicidade; isso mostra que para se ter paz é necessário se estar íntegro, completo, ser um. O contrário disso é estar dividido, esquizofrênico, e isso é o que apregoam a trindade aos olhos de quem quer ver. Por isso Jesus não falava no sentido de ser D_us Inefável, mas ser imagem ou reflexo perfeito, e nos chama a sermos iguais e voltar para a fonte. Daí Jesus dizer sempre para amar D_us em espírito e verdade. Verdade em hebraico escreve-se com a letras latinas AMT, e pronuncia-se Emet (geralmente escrevem emet mesmo), mas as letras hebraicas equivalentes são Aleph-Mem-Tav, e significa, levando-se em conta os significados das letras hebraicas, que ‘devemos passar pela porta usando um peixe (teoria, que no caso é a Tanakh) – letra Tav’, ‘de modo a alcançarmos uma mente crística – letra Mem, que simboliza a mente’, e ‘nos conectarmos á D_us Inefável – simbolizado pelo Aleph’. Se retirarmos o Aleph, que simboliza D_us Inefável, a palavra se torna MT, que se lê Met e significa morte, ou seja, sem D_us nos tornamos mortos). Aguarde que estarei, em breve, publicando o artigo que falei. E parabéns pelo nome escolhido. Fariseu é horroroso mesmo. Era a facção que mais perseguia Jesus. Mas que fique claro que não eram todos os judeus que faziam isso, pois é sempre bom lembrar que os primeiros seguidores de Cristo eram todos judeus, e os que choraram e deram apoio a Ele durante a crucificação eram todos judeus, bem como os apóstolos. Então isso de dizer que foram os judeus, generalizando, que mataram Jesus é falso. Fariseus eram ligados ao poder de Roma, e, portanto, marionetes dos romanos. Eram os colaboracionistas que sempre existem em qualquer guerra ou regimes de colonização e/ou invasão…

    Visita meu site. Clica ali no nome, e vê lá um artigo que postei sobre os deslizamentos recentes no Rio…

  38. Errata: Roma herdou ( e não perdeu) dos gregos o projeto de levar ao mundo uma cultura centrada em si.

  39. SUELI MARTINS disse:

    GENTE!!!!!!!

    QUANTA PERDA DE ENERGIA.. O FILME É MUITO BOM PARA QUEM GOSTA DE CINEMA COMO UM ENTRETERIMENTO…

    …É UM RAPAZ QUE MATA UM MONTE DE PESSOAS E MORRE PARA PROTEGER UM LIVRO, QUE NO FINAL DO FILME, ELE DITA..ISSO MESMO, ELE DITA A BIBLIA TODA.

    QUEM É INTELEIGENTE AGORA???

  40. Cara Sueli Martins,

    No final de seu argumento, você pergunta ‘Quem é inteligente agora???’, sempre usando letras maiúsculas, gritando que nem louca. Bom, para quem tiver bom senso e souber interpretar seus argumentos, suas próprias palavras mostram sua verdadeira intenção. Você colocou a corda, deu o nó e se pendurou, e se enforcou sozinha. Nem é preciso contra-argumentar. Aliás, nem existe contra o que argumentar, pois o que você tenta alegar a favor desse filme já foi destruído antes. Para pessoas que pensam como você, tenho um simples conselho: ‘Bom divertimento com seu Rambo-Evangélico’…hahaha. Ah! E siga em frente com sua inteligência, inspirada no Eli, e quem sabe o mundo fica melhor, né!? xD

  41. Gigi disse:

    Eu só queria ver comentário se o filme era bom… já sei até o final!… desisti de assistir…rs

    • manuela disse:

      Concordo com vc Gigi!
      Estava procurando filmes e livros novos para ler e assistir, achei este aqui e me enterecei bastante nos comentarios mas tambem acho que nao era preciso contar o final do filme assim já perdeu a graça!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  42. Marli Aparecida Romano Giannetti disse:

    Realmente esse filme criou muita polemica,só espero que quem entendeu de verdade o filme, tenha aprendido as lições que ele traz.Pois o autor mostrou para onde caminha a humanidade,e oque estão fazendo com a natureza, o ser humano está se auto-destruindo.Mas o autor se preocupou em mostrar como reconstruir um novo mundo,com todos aqueles livros existentes naquela espécie de biblioteca faltava o livro principal que Eli trazia, na memória e no coração que era a BÌBLIA[que eu tambem já conheci como manual do fabricante].Pois o Criador nos criou e fez um manual para saibamos lidar com a humanidade,com a fé, com amor,e nos preocupemos em saber usar muito bem o livre abítrio que DEUS nos deu.DEUS é tão maravilhoso que nos criou e nos deixou livres para escolhermos o caminho que quizermos.Vida ou morte eterna.Mas o filme é para alquem que tenha pelo menos um pouco de cultura e conhecimento da Palavra de DEUS!!!!!!!!!!!!!!!

  43. Solara disse:

    Muito bom os teus argumentos, Sr Rubim Geontelus. Vou procurar seguir-te na Internet, pois tenho muito a aprender contigo. Se me permites, gostaria de dizer que é muito estranha a defesa que fazes a respeito de Deus e de Jesus (não bíblicos). A meu ver, cometes os mesmos erros dos outros religiosos. Não vou entrar em detalhes, pois posso cometer o erro de julgar de forma apressada. Apenas exteriorizo uma observação.

    Mas isso não importa, eu também rejeito o deus bíblico, porém, como não sou ateu, acredito que haja algo que mantém tudo o que existe. Não UM SER mantenedor, pode até ser algo MÚLTIPLO… não sei… apenas sinto que existe.
    Mais uma vez o elogio, Sr. Rubim Geontelus Pena que haja tão pouca gente que pensa assim como pensas. São, ou somos – caso eu já possa estar neste seleto grupo -, menos de um por cento da população mundial… uma pena… Lamentavelmente, isso ainda vai durar muito tempo!

  44. Manuel disse:

    O filme não parece ser tendencioso. Pelo menos eu não consigo ver um devoto do “padim pade ciço” concordando com as ações do herói. Talvez agradasse aos cruzados, inquisidores e tantos outros religiosos que vêem no castigo, tortura e morte violenta a purificação do corpo e da alma.
    A cena em que Eli dita toda a Bíblia de memória, parece ser mais uma crítica que uma apologia. Diante da impossibilidade de alguém memorizar um texto tão longo, fica a pergunta: por acaso não foi assim mesmo que a Bíblia foi escrita? A partir de relatos – ou plágio – orais.

  45. Sra. Marli Aparecida Romano Giannetti,

    Realmente, concordo inteiramente com a sra., pois para entender o que o filme realmente mostra é preciso estar livre dos dogmas, amarras, manipulações seculares do ‘cristianismo’ milenar. É estranho que as existam mais de quatro mil erros, distorções, e contradições no que se conhece por Bíblia e ainda queiram ‘mascarar’ a verdade e continuarem a semear mentiras disfarçadas de bem. Felizmente vimemo no Século 21 e não precisamos mais temer falar a verdade. A verdade é tão profunda que essa religião forjada na mentira incapacita seus seguidores de vê-la: é como olhar para o céu e achar que está vendo todo o Universo. Verdadeiramente é preciso cultura para entender os princípios israelitas, e, portanto, ensinados por Iehoshua, e não o ‘cristianismo’ de massas inventado por Paulo para exaltar a cultura dos gregos e romanos…

  46. Sra. Solara,

    Não entendi essa ‘viagem’, e gostaria que escrevesse de modo mais claro. Está muito confuso e não sei onde a senhora quer chegar. Até porque me parece que não entendeu o que escrevi.

    A sra. disse ‘Se me permites, gostaria de dizer que é muito estranha a defesa que fazes a respeito de Deus e de Jesus (não bíblicos). A meu ver, cometes os mesmos erros dos outros religiosos. Não vou entrar em detalhes, pois posso cometer o erro de julgar de forma apressada. Apenas exteriorizo uma observação’. Bem, o D_us e o Iehoshua que falo são os verdadeiros, e, como deixei claro, o que está na bíblia é que são falsos. Acho que a sra. entendeu muito bem. Portanto, devido às mentiras que tanto distorceram e distanciaram o ‘cristianismo’ de massas inventado por Paulo e outros, o D_us e o Iehoshua (Jesus) que vocês acham serem verdadeiros não passam de imitação de Mitra, Zeus, e outras religiões. Um verdaeiro amálgama de várias religiões com a intenção de ganhar adeptos. Isso foi declarado por Paulo, e a Igreja Católica manteve essa maneira de pensar. Quantidade em vez de qualidade em detrimento da verdade. Entendo que é um choque tomar conhecimento da verdade, mas faz bem para o espírito…Dizer que cometo outros erros de religiosos e que não vai entrar em detalhes é uma falácia porque diz que estou errado mas não mostra argumentos válidos e nem cita o nome de tais religiosos. O que se sabe é que tais religiosos, desde o concílio de Nicéia, começaram a ser perseguidos e mortos por defenderem a verdade. Quem está certo? Israelitas que conhecem a fundo o próprio idioma e tradições religiosas a ponto de saberem que IHVH não se pronuncia, que os Dez Mandamentos não foram escritos em tábuas de pedra mas em Cubos de safira, e tantas outras coisas; ou gregos e romanos e traduziram e distorceram conceitos para adaptar as suas conveniências e manipular o mundo conhecido na época e que se extendeu até os dia atuais porque virou ideologia?

    A sra. também disse ‘Mas isso não importa, eu também rejeito o deus bíblico, porém, como não sou ateu, acredito que haja algo que mantém tudo o que existe. Não UM SER mantenedor, pode até ser algo MÚLTIPLO… não sei… apenas sinto que existe’. O que tenho a dizer é que eu não falei que não acredito em D_us ou não tenho D_us, nem sou ateu. Muito pelo contrário. Acho que a sra. realmente não entendeu o que escrevi porque é algo diferente do que se constuma enfiar nas cabeças das pessoas como sendo a verdade…seria injusto de minha parte esperar que pessoas que vivem num mundo (o cristão) condicionadas por maneiras de pensar calcadas em mais de dois mil anos de mentiras pudessem compreender que, na verdade, estão distantes do que realmente é D_us e Iehoshua. E não sou eu apenas que digo isso, mas, felizmente, muita gente já consegue perceber isso.

    Pra finalizar, a sra. tenta usar de argumentos falaciosos para tentar me ridicularizar, mas acho que não se deu conta que é o contrário. A sra. disse ‘Mais uma vez o elogio, Sr. Rubim Geontelus Pena que haja tão pouca gente que pensa assim como pensas. São, ou somos – caso eu já possa estar neste seleto grupo -, menos de um por cento da população mundial… uma pena… Lamentavelmente, isso ainda vai durar muito tempo!’ Não escrevo para receber elogios, que fique claro. Elogios cabe a D_us. Escrevo para mostrar a verdade e o quanto o ‘cristianismo’ mente. Não confunda Messiah com Cristo, pois são conceitos diferentes embora os ‘cristãos’ teimem que são iguais. E o D_us trino dos ‘cristãos’ é inadmissível no pensamento israelita, e só pode ser sustentado na visão de mundo dos gregos e romanos. A sra. diz que é menos de 1% de pessoas que pensam assim, mas acho que suas estatísticas são bem próprias das mentiras milenares as quais me refiro. A sra. deveria se informar melhor, pois realmente está viajando…ainda que sejamos poucos, a verdade é o que importa e daí a qualidade. Ademais, a sra. tenta inverter o conceito de seletividade, e isso mostra que não leu tudo que escrevi, não entendeu, ou está usando de má-fé para tentar me atingir. Grupo seleto é o que os ‘cristãos’ tentam criar, uma elite que vai para o céu e uma maioria que vai para o inferno eterno…não, não faço parte de grupo seleto, nem de elite, nem nada desse tipo de coisas. O que eu falei e é a verdade é que a humanidade é Una, somos todos Um, e, nesse sentido, ninguém irá para inferno eterno algum porque somos centelhas de um mesmo Ser original que só será completado após todos os seres humanos terem sido redimidos. A salvação não é individual e nem só para um grupo ou nação, mas para toda a humanidade.

    Será que dá para entender agora!?…

  47. Sr. Eli,

    Eli disse:
    19 de junho de 2010 às 14:55
    ahn?!?

    Resposta: Dahn?!?

  48. Sr. Manuel,

    Como não é tendencioso? Tudo no mundo é tendencioso. Por trás de simples argumentos sempre existem intenções…O caminho é Um: amor, e isso inclui principalmente não matarmos e amarmos ao próximo como a sim mesmos e a D_us acima de tudo. Tudo que seja contrário a isso é tendencioso, ou seja, se afasta dessa verdade e procura mostrar ‘a verdade’ embasada em interesses próprios de pessoas, grupos, igrejas. No filme é claro a mensagem sobre violência, sobre ‘marcados’ anti-cristãos’, sobre a missão de protestantes nesse mundo pois a Bíblia mostrada é a de King James, de uma fortaleza (lembrando que para os protestantes os templos não são padronizados e qualquer casa ou construção pode ser um templo) onde a bíblia é colocada entre o Corão e a Torah e lembra a cena de Iehoshua entre os dois ladrões, o herói é um rambo-evangélico de modo a mostrar que a Justiça de D_us é ferro e fogo e dsitorce o conceito israelita de Justiça Misericordiosa (Jhessed ou Hessed) com a Justiça Severa (Guevurah ou Din) e que deve ser contrabalanceada ou equilibrada pela Justiça Compassiva (Thipheret). A Justiça Severa é por onde entra o mal, pois as pessoas esquecem que somos responsáveis pelo mundo, uns pelos outros e que o mundo é consequência de nossos atos e o mal é consequência de nossas escolhas. Como não!?

  49. eduardo disse:

    Sr Rubim , realmente os judeus não são ´´capetalistas´´ , nem mesmo apreciam o dinheiro e a riqueza acima de tudo e também não apenas reconhecem o Senhor como seu Salvador , como também praticam o bem em toda a sua plenitude , como todos pudemos comprovar recentemente no ataque brutal as forças de paz da ONU e agora noutro ataque a civis na Faixa de Gaza além de outros incontáveis eventos que permeiam a história da humanidade. Eles só praticam o bem , como o Sr. , que é tão instruido deve saber com toda a autoridade demonstrada através das respostas humildes que da a todos os participantes deste site.
    O Senhor é um só , os seres humanos são repletos de falhas , mas as pessoas que tem conhecimento tem o dever tem colocar alguma luz em suas vidas , não defendendo aquela ou outra religião , sem ofensas , mas com carinho , porque só o amor , o cuidado com o semelhante , com a vida , com o planeta , é que tem uma chance de elevar o nível de consciência das pessoas , para termos a esperança de convivermos em paz. Paz.

  50. Raquel disse:

    Diverti-me muito lendo as críticas, os posicionamentos de todos vocês, principalmente dos que argumentaram com tanta vontade de estarem certos que esqueceram que estavam tratando de duas obras ficcionais (o filme e o livro). Deveriam gastar o vocabulário lapidado para opinar sobre a ótima fotografia, nas cenas de ação muito bem arquitetadas e dirigidas, as atuações competentes; se ainda assim é difícil analisar a obra sem citar na temática religiosa, considerem as ironias na trama, que trata de um homem que mata por seus ideais (discussão mesquinha se são certos ou errados) e não de salvação, afinal, o homem que transcreveu para publicar a obra não fez demonstrando que tinha um cuidado a mais por ser uma obra religiosa, mas sim por se tratar de literatura, particularmente eu faria aquele esforço para proteger e divulgar obras literárias que admiro.

  51. Raquel disse:

    Não, não faria! Mas gostaria de ter esse ânimo.

  52. Sra. Raquel,

    Seria bonitinho isso que a senhora colocou se não fosse uma prova do que realmente os ‘cristãos’ são: esquizofrênicos (mania de dividr o todo e analisar partes e justificar o todo pela parte, negando outras ou justificando os fins pelos meios). Sinto muito, mas é isso que combato! Tente outro argumento melhor da próxima vez, mas deixo claro que não responderei mais comentários aqui porque irei encerrar com o próximo.

  53. Sr. Eduardo,

    Acho que o senhor é mais um que não entendeu o que falei de maneira alguma, uma vez que é sobre isso mesmo que o senhor coloca que eu falo: paz, amor, natureza, humanidade, etc. Infelizmente, me parece que pegou o bonde andando. Por esse motivo, está será a última vez que respondo aqui. O que eu tinha para dizer ficará concluído com esse texto. Agradeço aos moderadores, e os parabenizo por permitirem esses debates.

    O senhor e outros não compreendem é que não se pode roubar história dos outros, nem o/a Altíssimo/a, nem confundir o Sem Limites, Inefável, Eterno com limitações dentro da creação, que já é uma limitação. Se eu sou um? Sim, procuro ser, pois o significado simbólico disso é visto na cabalá como completude, inteireza, busca constante pela sabedoria. Um significa manter-se de pé, reto, de cabeça erguida, mas sabendo que o/a Altíssimo/a é nossa coroa (nos é superior) e somos humildes para reconhecermos isso. Infelizmente, a maioria do povo ocidental não conhece o simbolismo e, no caso do número Um, que é a matriz de todos os outros números, é visto apenas como ‘o cara, o melhor de todos, o campeão, etc’. Bem, existem dicionários sobre simbolismo muito bons. Indico ao senhor o ‘Dicionário de Simbolismo de Jean Chevalier. Conhecimento da linguagem simbólica é como colírio e lentes potentes nos olhos espirituais; daí os fundamentalistas odiarem tanto a linguagem simbólica. A linguagem simbólica abre os olhos, instrui, desperta a sede por conhecimentos, dá autonomia, liberta das interpretações erradas, literais, esclerosadas, fundamentalistas.

    O senhor não deve ter lido realmente o que eu escrevi, pois em momento algum eu digo que israelitas são santos ou coisa semelhante. Falei, e repito, que ‘cristãos’ inventaram uma religião que não tem nada que ver com a religião israelita e nem com Iehoshva. Se proclamam santos, donos do Criador, que confundem com o Inefável, e vivem criticando as outras religiões. Se o senhor não sabe, a religião israelita não é religião de conversão e não vive oprimindo ninguém para se converter caso contrário irá para o inferno. Existem muitos israelenses ateus e não deixam de ser israelenses. Em Israel também vivem cristãos, islâmicos, armênios, ortodoxos gregos, russos, etc. Se o senhor procurar saber melhor verá que todos são bem recebidos lá, e israelenses não procuram ser melhores que ninguém. O que acontece é que Israel, que é formado por povos antigamente chamados de hebreus, são dos mais antigos no mundo com tradição própria: religião, cultura, civilização, idioma, etc. O que o senhor e muitos não entendem é que os israelenses tem isso na alma quer queiram ou não, ou de outro modo deixam de ser israelenses. Um israelense ateu é admitido como israelense porque embora não acredite no/a Altíssimo formalmente, está conectado de qualquer maneira ao Eterno devido ao conceito de Imannuel. Esse conceito mostra que o Eterno é o centro de sete nomes, e esse conjunto de oito nomes não podem ser desvinculados. Procure ler no meu site sobre esse conceito e irá entender o motivo. Mas ao se desligar da tradição de Israel, além de ser ateu, então acaba se desconectando de tudo.

    Acho estranho o senhor falar que eu é que estou promovendo violência ou seja lá o que for. Não sou eu que inverto a história como os cristãos fazem. Gregos e romanos eram forças invasoras na Terra Santa, e não conseguiram dobrar os israelitas. Como vingança inventaram toda uma trama. Mas essa trama tem mais furos que queijo suiço e só pode se sustentar com dogmas e força militar. Usurparam o Livro Sagrado israelense, e fizeram outras maldades contra esse povo. Além de divulgar mentiras para o mundo contra os israelenses etc.
    Quanto a ser ‘capetalistas’ o senhor não entendeu também. Ganhar dinheiro, ter um padrão de vida bom, possuir bens faz parte da vida desde sempre. Israelenses não são diferentes de outros povos. Mas veja que não dizem que são santos, tem Iehoshva, vivem apontando os outros como endemoninhados por serem ricos, etc. Mas isso os ‘cristãos’ fazem muito bem. Inclusive rola na net propagandas cristãs contra israelitas dizendo que 70% ou mais da riqueza mundial está nas mãos deles. O senhor sabe muito bem que ‘cristãos’ são detentores da maior fatia da riqueza mundial. Além do mais, esse individualismo pregado pelos ‘cristãos’, com ‘escolhas’ de alguns e danação da maioria desde o princípio é uma sutileza que permite o aparecimento de aberrações como escravidão, nazismo, etc. Cristianismo é hipocrisia pura: pregam amor, paz, irmandade, mas isso é ideologia, uma vez que no fundo ou atrás da máscara está a ganância, o individualismo, o egoísmo, a escravidão, nazismo, exploração, superioridade européia, fé sem obras, fazer e ser perdoado sempre para os cristãos e inferno para os outros, idolatria, etc.

    Quanto ao significado das coisas que estão na Tanakh, conhecida como Bíblia pelos cristãos (embora não seja necessariamente a mesma coisa devido à diferença de idioma e dos mais de quatro mil erros nas traduções), são coisas pertinentes aos israelenses. Existem métodos de interpretação milenares da Tanakh que os cristãos ignoram. Traduziram os ensinamentos da Tanakh em hebraico e aramaico, que são idiomas semitas, para idiomas diversos e que geralmente não têm semelhança alguma com idiomas camito-semitas. Se é complicado traduzir entre idiomas semelhantes, imagine entre idiomas tão diferentes? As letras em hebraico e aramaico tem essência, são arquetípicas, tem corpo e alma. Além do mais, os antigos tinham o hábito de codificar os ensinamentos. Nem sempre o que se vê na Tanakh é o que realmente parece. Se lerem as coisas literalmente vão sempre cometer erros. Veja que fala bastante sobre pastores, gado, ouro, medidas, espadas, fogo, mortes, etc. Essa é uma linguagem codificada, e não dá para saber mais até que ponto houve derramamento de sangue ou quando a linguagem é simbólica apenas. Veja que pastor simboliza sacerdote e/ou rei; gado e rebanho se refere a pessoas que faziam parte de academias religiosas (igrejas) em cera era ; Cordeiro ou Áries, bem como Peixes (Era relativa ao período histórico de Iehoshva), Touro e outras eras; espada simboliza a Palavra; Sangue e ouro significam luz ou Ruajh HaKodesh; etc. Então quando se diz que Israel entrou em tal região e tomou o gado e os reis, matando todo o povo tanto pode significar em algumas passagens realmente guerras quanto a conversão de todo um povo: matar velhas criaturas com a espada (Palavra) para fazê-las renascer. Vale lembrar que essa maneira codificada de ensinar existe praticamente em todas as civilizações em que havia escritas, e mesmo nas que não possuíam escritas e conseguiram manter uma tradição oral.

    Quanto à violência atual que os israelenses cometem, eu gostaria de saber o que o senhor faria se vivesse sendo ameaçado de morte, de extinção, sendo odiado, sendo culpado de tudo e vivendo sempre com receio de novos holocaustos? Veja a história de Israel: sempre perseguidos e odiados. Por quê? Simples: nunca se dobraram a outros reis, a outros povos, a outros deuses. Procuraram se manter unidos e focados na tradição apesar de fases de turbulências internas e externas. O senhor gostaria que alguma força invasora dominasse o Brasil e impusesse tradições, modificasse a interpretação da história, e inventasse mentiras diversas? O senhor não leu realmente, pois tenho certeza que falei sobre povos indígenas das Américas, de povos negros, tibetanos, armênios. Se não especifiquei esses povos, devo ter falado de forma geral. Embora não concorde com muçulmanos em muitos pontos, também não sou cego para os preconceitos que eles sofrem e também as injustiças.

    O problema, que o senhor parece não ter entendido, é que ‘cristãos’ dizem estar na graça, ter o amor, ter Deus, ter o sangue, e blá-blá-blá; e daí atacarem sistematicamente os outros e taxar de endemoniados e outras coisas. Não é isso que vemos na net? Procuram mistificar outras religiões, espalham mentiras, desinformam, etc. Por que se doem se mostramos seus erros e procuramos divulgar o correto? Afinal, são os cristãos que distorcem tudo mesmo a ponto de fazerem, por exemplo, o filme como o 300 em que mostram Xerxes como um monstro, e a Pérsia como idiota e infestada de mazelas e seres deformados física e espiritualmente. O Irã reclamou sobre isso formalmente, e com razão. Agora imagine pessoas desinformadas, crianças, e adultos sugestionáveis vendo essas mentiras desse filme chamado 300. Muitas pessoas acreditam que realmente aquilo aconteceu. Exatamente como contado no filme. Mais uma vez o Argumentum Ad Verecundiam é empregado devido aos Estados Unidos serem vistos como autoridades em muitos assuntos, são o país com mais ‘cristãos’ no mundo, ocidental claro. E a Pérsia (Irã) proporcionou muitas coisas a humanidade. Contudo, os filmes procuram sempre enaltecer gregos e romanos. Não só os filmes, mas a História enaltece gregos e romanos e seus herdeiros em detrimento de outros povos. Mas a verdade é que gregos e romanos aprenderam quase tudo com povos orientais. Antigos egípcios possuíam muitos conhecimentos, bem como sumérios, hebreus, assírios, persas, hindus. Muitos desses conhecimentos eram restritos as classes sacerdotais, e eram passados oralmente de geração para geração. Muitas coisas são creditadas aos gregos porque eles colocaram isso no papel a maneira deles. E é a velha história: vale o que está escrito. Mas os historiadores sabem que gregos e romanos aprenderam com povos orientais devido ao desenvolvimento deles registrado em ruínas, armas, vestimentas, etc.

    Bem, o senhor, eu e qualquer outro ser humano temos obrigação de combater mentiras, injustiças, etc. Tenho sido atacado e me sinto na obrigação de demonstrar quem são os errados na verdade. Querem manter as mentiras? Tudo bem, mas devem saber que ‘cristianismo’ não tem nada que ver com a religião israelita. Na verdade é uma mistura de várias: mitraísmo, mitologia grega e romana, lamaísmo, religião israelita completamente distorcida e outras. A Europa acostumou-se a ser centro de tudo no mundo através da imposição de ideologias diversas: superioridade racial do homem branco; superioridade religiosa cristã; superioridade culturais embasadas principalmente nos gregos e romanos. O nome disso em antropologia é etnocentrismo. Veja que a história da humanidade é plena de guerras e outras mazelas, mas com o etnocentrismo europeu (expandido depois para Canadá e Estados Unidos) a maldade foi sistematizada, justificada cientificamente, respaldada numa religião que se diz ter a graça e pregar o amor. Felizmente os tempos são outros, e esperemos que jamais coisas como escravidão, holocausto, cruzadas, inquisição tornem a acontecer.

    A religião israelita tem mais a ver com o islamismo que com o cristianismo, uma vez que o islamismo não tem o conceito de trindade, e Allah, que é O Altíssimo, manifestação primeira do Eterno, Sem Limites, Infinito na Creação também é Um e único. O islamismo nesse ponto não confunde as bolas e fica com parafuso a menos. Durante o período que o islamismo dominou na península ibérica, o povo judeu teve uma época de ouro, de prosperidade, de liberdade. Só depois das Cruzadas é que passaram a ter ódio tanto dos cristãos quanto dos judeus. Hoje vemos o Ocidente tentando se impor nos países islâmicos com desculpas variadas, mas os princípios dessas discórdias são sempre os mesmos das épocas de gregos e romanos: culturas diferentes, O Inefável ou Sem Limites como princípio máximo, e outras coisas. Os judeus passaram muito tempo espalhados pela Europa durante a Diáspora, e, devido às Cruzadas, quando retornaram à Terra Santa foram vistos com desconfiança porque os islâmicos pensam nessa volta como Israel sendo uma base para às operações do ‘cristianismo’. Mesmo durante a Diáspora, os judeus também viveram, como disse, na península ibérica islâmica, Egito, outros países islâmicos, e na própria palestina sem problemas tão graves. Apenas depois das Cruzadas, e principalmente das guerras mundiais, e do imperialismo europeu é que o problema surgiu da maneira que vemos hoje. Os islâmicos acham que os judeus foram contaminados pelos ‘cristãos’, e desconfiam dos propósitos de Israel na região porque ‘cristianismo’ é puro etnocentrismo europeu: exaltação à superioridade racial branca, à superioridade religiosa, e à superioridade cultural. Notem como Jesus é sempre retratado com feições brancas, européias, geralmente dos povos germânicos. Essa é a semente da discórdia. Lembrem-se que os conhecimentos dos judeus não foram copiados apenas pelos ‘cristãos’, mas a própria Maçonaria também. A diferença é que a Maçonaria, até onde sei, é tolerante com o povo judeu e demais povos, bem como rosa-cruzes. Não é por acaso que foram perseguidos e ainda são pelos ‘cristãos’. E os gnósticos também. Motivo: todos sabem da verdade, bem como todos os povos orientais. Será que só o ‘cristianismo’, apesar de todas as provas e evidências de que é errado está certo? Como os Cavaleiros Templários, de orientação maçônica, participaram das Cruzadas, os islâmicos acabaram associando os judeus ao etnocentrismo europeu, e, conseqüente imperialismo. Se não fosse isso, Israel provavelmente viveria em paz com o islamismo apesar das diferenças, que são menos que com o cristianismo, e certamente se desvincularia de vez do cristianismo a ponto de declarar oficialmente que o ‘cristianismo’ não é religião judaico-cristã devido às diferenças gritantes, mais de quatro mil erros e distorções nas bíblias cristãs, e a imensa mistura de elementos da mitologia grega e romana, bem com mitraísmo, etc.

    ‘Cristianismo’ é pura invencionice para exaltar povos, pessoas, culturas, e subjugar outras. Dizem pregar amor e ter a graça, mas tem a riqueza como símbolo de bênção, pregam o individualismo, a escolha desde os princípio, inferno eterno, ódio aos israelitas, trindade inexistente na religião israelita, bem como tantas outras abominações…

    Bem, é isso! Abraços a todos, e tirem suas conclusões. Sigam gregos e romanos, Paulo de Tarso, Zeus (deus ou theos), ou acordem, abram os olhos, renasçam e saibam que IHVH, Eheyeh Asher Eheyeh, Al, Elohim, IHVH Elohim, Hessed (Graça), Guevurah (Din ou Severidade), Tiphereth (Equilíbrio, Temperança, Harmonia), Iehoshva (Jesus) e tantos outros nomes são manifestações, limitações, aspectos, revelações do Ein, Ein Soph, Ein Soph Awr, que pode ser traduzido por Inefável, Sem Limites, Nada que é Tudo, Nada Infinitamente Luz, Aquilo que não pode sequer imaginado, Inominável. Qualquer tentativa de assim fazer já nos coloca dentro dos limites da Creação. Isso é humildade, é realmente o/a verdadeiro/a Altíssmo/a (Escrevo assim porque nesse conceito não existe cor, nome, medida, gênero, tamanho, espaço, tempo, nada que defina). A definição ou limitação encontrada em Jesus dos gregos e romanos é clara: adorem os gregos, romanos, Zeus, Paulo de Tarso, cultura superior européia, religião superior européia, raça superior européia. Essas são as raízes históricas da criação do cristianismo, e não adianta tentar remediar o mal com nhém-nhém-nhém e blá-blá-blá falaciosos como sempre fizeram.

  54. renan disse:

    eu só quero saber em que época ocorreu o filme não consigo descobrir . obrigado pela atenção

  55. Raquel disse:

    Sr. Rubim, sem ter a intenção de ser soberba, mas esquizofrenia é um distúrbio psíquico e não ‘mania’; e justificar ‘os fins pelos meios’ não é cristão é Maquiavélico.
    Se meus argumentos são fracos (no sentido de respaldar ou não a discussão aberta) pautar-los em ‘achismo’, fatos históricos pertinentes a estudos menores e discussões pobres, afinal mitologia analisa-se de outra forma, e utilizando vocabulário impróprio e imprudente é no mínimo ‘cristão’.
    O Sr. não deixa de ser divertido, mesmo que não seja a intenção.

  56. Raquel disse:

    Uma pena que não responderá… admiro muito pessoas que tem tanto a dizer e escrevem com tanta vontade.

  57. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Eis abaixo o motivo desse filme veicular sutilmente tanta violência:

    A Inquisição Protestante

    Muitos evangélicos falam da Inquisição Católica, mas poucos sabem sobre a Inquisição Protestante.

    Alemanha
    Bandos protestantes esfolaram os monges da abadia de São Bernardo, em Bremen, passaram sal em suas carnes vivas e depois os penduraram no campanário.

    Em Augsburgo, em 1528, cerca de 170 anabatistas foram aprisionados por ordem do Poder Público. Muitos foram queimados vivos; outros foram marcados com ferro em brasa nas bochechas ou tiveram a língua cortada.

    Em 1537, o Conselho Municipal publicou um decreto que proibia o culto católico e estabelecia o prazo de oito dias para que os católicos abandonassem a cidade. Ao término desse prazo, soldados passaram a perseguir os que não aceitaram a nova fé. Igrejas e mosteiros foram profanados, imagens foram derrubadas, altares e o patrimônio artístico-cultural foram saqueados, queimados e destruídos. Também em Frankfurt, a lei determinou a total suspensão do culto católico e a estendeu a todos os estados alemães.

    O teólogo protestante Meyfart descreveu uma tortura que ele mesmo presenciou: “Um espanhol e um italiano foram os que sofreram esta bestialidade e brutalidade. Nos países católicos não se condena um assassino, um incestuoso ou um adúltero a mais de uma hora de tortura (sic). Porém, na Alemanha, a tortura é mantida por um dia e uma noite inteira; às vezes, até por dois dias; outras vezes, até por quatro dias e, após isto, é novamente iniciada. Esta é uma história exata e horrível, que não pude presenciar sem também me estremecer. “

    Inglaterra
    Seis monges Cartuxos e o bispo de Rochester foram sumariamente enforcados. Na época da imperadora Isabel, cerca de 800 católicos eram assassinados por ano e Jesuítas foram assassinados ou torturados. Um ato do Parlamento inglês, em 1562, decretou que “cada sacerdote romano deve ser pendurado, decapitado e esquartejado; a seguir, deve ser queimado e sua cabeça exposta num poste em local público”.

    Suíça
    O descobridor da circulação do sangue foi queimado em Genebra, por ordem de Calvino. No distrito de Thorgau, um missionário zwingliano liderou um bando protestante que saqueou, massacrou e destruiu o mosteiro local, inclusive a biblioteca e o acervo artístico-cultural.

    Em Zurique, foi ordenada a retirada de todas as imagens religiosas, relíquias e enfeites das igrejas; até mesmo os órgãos foram proibidos. A catedral ficou vazia, como continua até hoje. Os católicos foram proibidos de ocupar cargos públicos; o comparecimento aos sermões católicos implicava em penas e castigos físicos e, sob a ordem de “severas penas”, era proibido ao povo possuir imagens e quadros religiosos em suas casas.

    Ainda em Zurique, a Missa foi prescrita em 1525. A isto, seguiu-se a queima dos mosteiros e a destruição em massa de templos. Os bispos de Constança, Basiléia, Lausana e Genebra foram obrigados a abandonar suas cidades e o território. Um observador contemporâneo, Willian Farel, escreveu: “Ao sermão de João Calvino na antiga igreja de São Pedro, seguiram-se desordens em que se destruíram imagens, quadros e tesouros antigos das igrejas”.

    Irlanda
    Quando Henrique VIII iniciou a perseguição protestante contra os católicos, existiam mais de mil monges dominicanos no país, dos quais apenas dois sobreviveram à perseguição.

    Escócia
    Durante um período de seis anos, John Knox, pai do presbiteranismo, mandou queimar na fogueira cerca de 1.000 mulheres, acusadas de bruxaria.

    O saque de Roma
    O Saque de Roma foi um dos episódios mais sangrentos da Reforma Protestante.
    No dia 6 de maio de 1527, legiões luteranas do exército imperial de Carlos V invadiram a cidade. Um texto veneziano, daquela época, afirma que: “o inferno não é nada quando comparado com a visão da Roma atual”. Os soldados luteranos nomearam Lutero “papa de Roma”. Todos os doentes do Hospital do Espírito Santo foram massacrados em seus leitos.
    Os palácios foram destruídos por tiros de canhões, com seus habitantes dentro. Os crânios dos Apóstolos São João e Santo André serviram para os jogos esportivos das tropas. Centenas de cadáveres de religiosas, leigas e crianças violentadas – muitas com lanças incrustadas na região genital – foram atirados no rio Tibre. As igrejas, inclusive a Basílica de São Pedro, foram convertidas em estábulos e celebraram-se missas profanas.

    Gregóribo afirma a respeito: “Alguns soldados embriagados colocaram ornamentos sacerdotais em um asno e obrigaram um sacerdote a conferir-lhe a comunhão. O sacerdote engoliu a forma e seus algozes o mataram mediante terríveis tormentos”.

    Conta o Padre. Mexia: “Depois disso, sem diferenciar o sagrado e o profano, toda a cidade foi roubada e saqueada, inexistindo qualquer casa ou templo que não foi roubado ou algum homem que não foi preso e solto apenas após o resgate”. O butim foi de 10 milhões de ducados, uma soma astronômica para a época.

    Dos 55.000 habitantes de Roma, sobreviveram apenas 19.000.

    Os “Grandes Reformadores Protestantes” e o emprego da violência:

    Lutero
    Em 1520, escreveu em seu “Epítome”: (…) francamente declaro que o verdadeiro anticristo encontra-se entronizado no templo de Deus e governa em Roma (a empurpurada Babilônia), sendo a Cúria a sinagoga de Satanás (…) Se a fúria dos romanistas não cessar, não restará outro remédio senão os imperadores, reis e príncipes reunidos com forças e armas atacarem a essa praga mundial, resolvendo o assunto não mais com palavras, mas com a espada (…) Se castigamos os ladrões com a forca, os assaltantes com a espada, os hereges com a fogueira; por que não atacamos com armas, com maior razão, a esses mestres da perdição, a esses cardeais, a esses papas, a todo esse ápice da Sodoma romana, que tem perpetuamente corrompido a Igreja de Deus, lavando assim as nossas mãos em seu sangue?”

    Em um folheto intitulado “Contra a Falsamente Chamada Ordem Espiritual do Papa e dos Bispos”, de julho de 1522, ele declarou: “Seria melhor que se assassinassem todos os bispos e se arrasassem todas as fundações e claustros para que não se destruísse uma só alma, para não falar já de todas as almas perdidas para salvar os seus indignos fraudadores e idólatras. Que utilidade tem os que assim vivem na luxúria, alimentando-se com o suor e o sangue dos demais?”

    Em outro folheto, “Contra a Horda dos Camponeses que Roubam e Assassinam”, ele dizia aos príncipes: “Empunhai rapidamente a espada, pois um príncipe ou senhor deve lembrar neste caso que é ministro de Deus e servidor da Sua ira (Romanos 13) e que recebeu a espada para empregá-la contra tais homens (…) Se pode castigar e não o faz – mesmo que o castigo consista em tirar a vida e derramar sangue – é culpável de todos os assassinatos e todo o mal que esses homens cometerem”.

    Em julho de 1525, Lutero escrevia em sua “Carta Aberta sobre o Livro contra os Camponeses”:

    “Se acreditam que esta resposta é demasiadamente dura e que seu único fim e fazer-vos calar pela violência, respondo que isto é verdade. Um rebelde não merece ser contestado pela razão porque não a aceita. Aquele que não quer escutar a Palavra de Deus, que lhe fala com bondade, deve ouvir o algoz quando este chega com o seu machado (…) Não quero ouvir nem saber nada sobre misericórdia”.

    Sobre os judeus, assim dizia em suas famosas “Cartas sobre a Mesa”: “Quem puder que atire-lhes enxofre e alcatrão; se alguém puder lançá-los no fogo do inferno, tanto que melhor (…) E isto deve ser feito em honra de Nosso Senhor e do Cristianismo. Sejam suas casas despedaçadas e destruídas (…) Sejam-lhes confiscados seus livros de orações e talmudes, bem como toda a sua Bíblia. Proíba-se seus rabinos de ensinar, sob pena de morte, de agora em diante. E se tudo isso for pouco, que sejam expulsos do país como cães raivosos”.

    Em seus “Comentários ao Salmo 80″, Lutero aconselhava aos governantes que aplicassem a pena de morte a todos os hereges.

    Melanchton, o teólogo luterano da Reforma, aceitou ser o presidente da inquisição protestante, com sede na Saxônia. Ele apresentou um documento, em 1530, no qual defendia o direito de repressão à espada contra os anabatistas. Lutero acrescentou de próprio punho uma nota em que dizia: “Isto é de meu agrado”. Convencido de que os anabatistas arderiam no fogo do inferno, Melanchton os perseguia com a justificativa de que “por que precisamos ter mais piedade com essas pessoas do que Deus?”

    Calvino
    Em seus “Institutos”, declarou: “Pessoas que persistem nas superstições do anticristo romano devem ser reprimidas pela espada”. Em 1547, James Gruet publicou uma nota criticando Calvino e foi preso, torturado no potro duas vezes por dia durante um mês e, finalmente, sentenciado à morte por blasfêmia. Seus pés foram pregados a uma estaca e sua cabeça foi cortada. Em 1555, os irmãos Comparet foram acusados de libertinagem, executados e esquartejados. Seus restos mortais foram exibidos em diferentes partes de Genebra.

    Zwínglio
    Em 1525, começou a perseguir os anabatistas de Zurique. As penas iam desde o afogamento no lago ou em rios, até a fogueira.

    Protestantes versus Protestantes
    Os reformadores também lutavam entre si..

    Lutero disse: “Ecolampaio, Calvino e outros hereges semelhantes possuem demônios sobre demônios, têm corações corrompidos e bocas mentirosas”. Por ocasião da morte de Zwínglio, afirmou: “Que bom que Zwínglio morreu em campo de batalha! A que classe de triunfo e a que bem Deus conduziu os seus negócios!”, e também: “Zwínglio está morto e condenado por ser ladrão, rebelde e levar outros a seguir os seus erros”.

    Zwínglio também atacava Lutero: “O demônio apoderou-se de Lutero de tal modo que até nos faz crer que o possui por completo. Quando é visto entre os seus seguidores, parece realmente que uma legião o possui”.

    Acerca da Reforma, disse Rosseau: “A Reforma foi intolerante desde o seu berço e os seus autores são contados entre os grandes repressores da Humanidade”. Em sua obra “Filosofia Positiva”, escreveu: “A intolerância do Protestantismo certamente não foi menor do que a do Catolicismo e, com certeza, mais reprovável”.

  58. Taci disse:

    Meu Deus!! Era pra ser comentários do filme e não uma “briga” sobre religião..
    *****************************************

    • manuela disse:

      ta pior que briga esta uma guerra por causa de um filme que ainda nao consegui ver mas que ja sei o que acontece e principalmente o final

  59. Gracieli disse:

    Só gostaria de saber se no filme Eli é cego ou não. Alguém pode me responder? Obrigada

  60. kaka disse:

    eli ano e cego tudo foi preparado para que auele mal feitor nao consiguise ler o livro

  61. *filipe* disse:

    sobre religião ipocritas que descutem por meu nome disse Deus.
    so apenas uma criança mas sei mais que vcs ele era cego de um olho so pode olhar no final do filme mostra eu ja olhei o filme umas 10 vezes aaa e não sei quem que disse que jesus tento ser quenem DEUS aceitou ser adorado quenem Deus mas isso é uma blasfemia eu não li oa critica mas ja sei que falou mau de Deus não vo falar que ele nem deve acrediatar que Deus existe mas vo alertar se converte ou queime no lago de enxofre do inferno!!!

  62. idiota que leu disse:

    Pessoal, vão dormir, kkkkkkkkkkkk, vão procurar uma lavagem de roupa povo besta.

  63. Gabriel disse:

    Bando de alienados, se o mundo segundo a biblia representasse algo bom, o mundo seculos atras nao seria tão injusto como foi e como ainda é, se baseiem nessa merda desse livro maldito ae, q vcs vão chega longe!!!

  64. Deus Capeta disse:

    Na verdade Eli não era cego, ele tinha olho de vidro.

  65. Duarte disse:

    Jesus é o caminho a verdade e a vida, ninguém vai ao Pai se não for por Ele.
    Tudo que está escrito na Biblia esta se cumprindo, querendo a humanidade acreditar ou não..
    tudo vai passa, mas aquilo que Jesus disse vai se cumprir..

    a sabedoria de sse muindo é loucura diante de Deus

  66. Sara disse:

    Olha,esse Rubim falou,falou,falou… e no final só demonstrou que ele conhece mais de estudos e história do que de Deus,afinal,se fosse possível alguém ser dono da verdade e saber realmente o que está certo ou errado sobre Deus ,como o Rubim,propositalmente ou não,demonstra ser,este alguém seria o próprio Deus e não um ser humano,já que simplesmente por sermos humanos,não sabemos de tudo e não podemos afirmar com tanta certeza algo que não ouvimos daquele que é o criador de tudo.Independente da religião não é muito difícil chegar a conclusão de que se fosse tão fácil assim conhecer o certo e o errado sobre o ser criador,com certeza ele já teria ao menos dado um sinal indiscutível a essa pessoa que ela estaria certa,para que os outros através dela também podessem saber dessa verdade,afinal se Deus nos ama,ele quer a nossa salvação.

  67. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Cara Sara,

    Acho que a senhora é que não entendeu nada do que o Sr. Rubim escreveu. O que ele está dizendo é justamente que D’us é Sem Limites, Inominável, Infinito. É conhecido na religião isaraelita como Ain Soph Aur, e nenhum ser humano pode saber que D’us na verdade. A Criação é uma limitação dentro do Ain Soph Aur, e tudo que está na Criação são limitações e não o Ain Soph Aur. O Sr. Rubim está dizendo que a religião israeltia tem noção clara disso, mas o cristianismo é que transformou Jesus em Ain Soph Aur. O cristianismo é que se diz dono da verdade. O Sr. Rubim está dizendo que só se pode conhecer o que D’us revelou através da Tanach. O que o Sr. Rubim disse é que Jesus deixou claro que não era D’us em várias passagens, mas o transformaram em D’us porque a intenção era prejudicar o povo israelita. A senhora entendeu errado. Sinto muito, mas precisa prestar melhor atenção quando ler as coisas.

  68. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sra. Sara,

    Só mais uma coisa: também sou israeltia, e o tudo que o Sr. Rubim Geontelus falou é o que está na Torah. Ele não inventou ou disse nada além do que ensina a Torah.

    • Eliahu K Cohen disse:

      Sra. Vanessa Magenroschtaghi, até posso entender sobre seu desafeto com o Cristianismo, aliás a “Religião” é um mal que se estabeleceu a partir do “Judaísmo”, isto era pra acontecer, é profético e faz parte da própria história como forma de restauração do “Am Israel – povo escolhido”. Concordo plenamente quando diz que “Trindade” é uma falácia e uma grande invenção dos católicos. O que a senhora precisa entender é o seguinte: HASHEM, Y’shua e o Ruach HaKodesh São “ECHAD – UM, único”, os três são o “MESMO”, não existe essa bobabem de “Três entidades” separadas. A senhora precisa saber que para o “Mashiach – ungido” vir a terra, era necessário possuir um “Corpo” evidentemente, pois O ETERNO é Espírito, o qual jamais veremos sua face, enquanto corpos mortais. Nem Moshê viu D-us, porquanto se tivesse visto, certamente ele teria morrido. Não somos capazes de explicarmos D-us e muito menos enxergamos a sua grandeza. Ora Vanessa! Ao enviar Y’shua HaMashiach, HASHEM, simplesmente queria mostrar ao mundo como era possível cumprir seus Mitzvots da forma correta e pura. A torah foi cumprida literalmente a Risca pelo Moshiach, inclusive ele deu Aula de Halachá para os rabinos quanto a observação do Shabbat. Pense nisso Vanessa! Sobre mim: Eu sou Judeu de origem Sefaradim, mas nunca fiz parte do Yahadut Rabanit, pois eu cresci no seio da sociedade, como um verdadeiro ZAR.

  69. Duarte disse:

    O pior cego, não é aquele que não enxerga, e sim aquele que enxerga e não pratica.

  70. Antonio disse:

    Bem não sou religioso a ponto de discutir tais argumentos e nem tão pouco teologo, mais pelo que entendi do filme serve para todas as religioes que simplesmente leêm e não pratica o que esta escrito , dizem eu sou de “tal” igreja, templo,etc… mas no dia dia não pratica a bondade de que todas as religiões são formadas. então pessoal não se trata de religião e sim de fé e praticar o bem, mesmo que isso seja dificil e desgastante e em relação em que E li matas aos outros é simplesmente porque ele acredita na fé dele e ele mesmo fala em que todo aquele tempo ele ptotegeu o livro e esqueceu que o tinha lido e não praticado.

  71. Lúcia disse:

    Eu li estes últimos comentários e pensei:Quem garante que a Torah está dizendo a verdade,já que também dizem que a bíblia pode não estar dizendo a verdade,ou seja,quem garante que algum dos livro esteja certo?

  72. Nossa quanta eloqüência dos que emitem suas opiniões… Um Teólogo, outro Israelita, este que voz escreve um nada, e tantos outros… Seja Bíblia Sagrada, Seja Torah. Seja no filme em questão, percebo que realmente a letra mata, a palavra mata; mas percebo que o Amor também realmente esta acima de tudo isto. Análise, debates, avaliações, argumentos são importantíssimos e válidos, mas não permitam que passem disso, pois se isto continuar acontecendo de dana valerá toda esta discussão. Mantenham o debate no debate. Discordem de opiniões e não rejeitem as pessoas que emitem estas opiniões. Pois senão a força contraria terá seu êxito e utilizando cada um de vocês ou de nós como seu instrumento de discórdia. Mas esta interessante a discussão e o debate, maravilhoso, para quem raciocina um pouco e extremamente positivo, parabéns.

  73. Jaqueline D.K. disse:

    ótimo filme! eli era um homem verdadeiro que vivia a verdade, por isso tudo cooperava para o bem dele, pois amava a Deus e não ao livro. amar a Deus faz a diferença, amar ao cristianismo, não. “i walk by faith and not by sight”.

  74. Nina (II) outra disse:

    Há uma abismal diferença entre ser cristão e ser discipulo de Jesus. Ao contrário do que muitos pensam, o Cristianismo é instituição do imperador Constantino, que para ampliar o seu poder adotou o cristianismo como religião do império romano. Pq. todo poder necessita de uma religião, e toda religião precisa de um livro “Sagrado” para fundamentar seu poder, para de um texto fora de contexto criar um pretexto através do qual possa manipular as mentes domesticadas. O Judaismo precisa da Torá, o Islamismo precisa do Alcorão, o cristianismo precisa da Bíblia. Todo livro na mão de uma pessoa “boa”, será bem aproveitado para o bem, mas se cair nas mãos de uma pessoa direcionada para maus propósitos será usado com perversão apesar de todo o seu bom conteúdo. Apesar do significado do termo “religião”, oriunda do latim “religare”, que significa religar o que estava desligado. A religião institucionalizada é um grande mal para a humanidade, pois apesar de toda “boa intenção” que possa haver, a própria estrutura que a acompanha sempre acaba contribuindo para torná-la em uma instância de poder e controle sobre o comportamento, sobre o pensamento do indíviduo, formatando-o, condicionando, comendo seu cerébro e colocando na caixa craniana outras coisas que deseja que ele pense e execute. E assim todo relegioso é na verdade um zumbi, não consegue pensar, não consegue ver e não consegue falar por si só. E tudo o que é direfente ao que aprendeu é visto como sendo do “capeta”. Ser discipulo de Jesus é ir dia a dia alimentando-se do que Jesus é, Jesus é amor pelo outro por mais diferente que outro seja. Jesus é o Evangelho vivo, e o Evangelho genuino é Jesus. Porque o Evangelho Verdadeiro não é o texto biblico e suas letras, O Evangelho é Espírito e Vida, é Pessoa Divina que devemos “comer”, e “comer” no sentido de que Ele deve estar vivo em nosso ser, de tal forma que transbordemos em Amor para com o próximo por mais antagônico que ele nos seja em suas idéias. O filme em questão, apesar de suas limitações e possíveis tendênciosidades, ao meu ver quer chamar a atenção para as inúmeras atrocidades que no decorrer dos séculos foram cometidas em nome do “cristianismo”, tendo como ferramenta a “biblia”, atrocidades que continuando levaram o mundo a um caos. Mas apesar do caos, o Eterno continuará seu propósito de ser ouvido pelo ser humano. O filme procura mostrar a diferença que há entre possuir o livro nas mãos, como ferramenta para a manipulação, e ter a Palavra do livro inscrita no próprio ser. O que possui o livro como ferramenta de poder mesmo que enxergue é cego. E o
    que tem a Palavra implantada em si, mesmo que seja fisicamente cego, enxergará muito além.
    O filme de modo implicito mostra o fato de Deus agindo no indivíduo fora do quintal eclesiástico, religioso, denominacional, doutrinário e teológico. Pois todas essas coisas são formatações e adequações humanas na tentativa louca e insana de monopolisar o Eterno. Deus como Senhor soberano não precisa de templos de argamassa, pois Ele habita o quebrantado e contrito de coração. O filme também alerta para a possibilidade de um tempo, onde os templos carissimos e os mais simples também não mais existiram. E os adoradores de templos e altares o que vão fazer? Aqueles que pensam que para servir a Deus é preciso estar no templo, cantando no coral, nas bandas, nas equipes, aqueles que so sabem “fazer o bem” no quintal das igrejas como hão de vivenciar sua crença nesta época? O filme destaca a possibilidade de que haverá um tempo em só irá sobreviver a fé genuina, e para isso será necessário saber encarar o mundo (sistema) com todas as suas violências, ambiguidades, dores, necessidades, injustiças, como também suas belezas (mundo=cosmos, natureza). A única vez que Jesus mencionou o termo “igreja”, foi dizendo: “tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja”, isso não tem nada a ver com a interpretação feita pela igreja romana. Isso significa que sobre cada um que segue verdadeiramente a Jesus, é implantada a igreja dele, o termo grego “EKKLESIA” traduzido por “IGREJA”, Ekklesia no original grego significa “CHAMADOS PARA FORA”, mas também não é da forma como interpretam os “evangélicos” que entende como sair do mundo e se esconder no templo. Ser igreja de Jesus implica em sair fora do padrão do mundo enquanto sistema(não tomando a sua forma corrompida que jaz no maligno) e indo em direção ao mundo enquanto cosmos, terra, chão, pessoas, indivíduos, seres humanos e no dia a dia da existência vivenciar Jesus. Vivenciar Jesus é viver em amor, (sabendo que amor verdadeiro não é sentimento, o amor produz sentimentos em nós), mas o verdadeiro amor é Deus, pois Deus é Amor, Amor é pessoa, Pessoa Divina. Em razão disso que na Epístola de João, ele diz que não podemos amar a Deus a quem não vemos e odiar ao próximo a quem vemos, amor que seja assim é desamor. Pois Jesus disse que a síntese da lei é: Amar a Deus sobre todas as coisas com toda a intensidade do nosso e amar ao próximo como a si mesmo. Portanto, seguir a Jesus não é atacar defendendo doutrinas, teologias ou livros, também não é defender religiões, templos ou denominações. Seguir a Jesus é viver em amor no cotidiano da vida.
    Agradeço a Rubim a oportunidade de participar deste espaço de compartilhamento e que entendo a sua posição, assim como aprendi a comprender a fala de Ghandi quando disse “Creio em Cristo mas não creio no cristianismo”.

    textos que

  75. JCARLETO disse:

    Caro Rubim eu li tudo isto que você escreveu e mais alguns de outras pessoas.
    Vou expressar o que senti lendo tudo isto. (eu apenas senti isto)
    Gostaria de saber de vocês que questionam e criticam a palavra de DEUS, vamos supor que vocês tenham razão em tudo o que disseram; o que nós que seguimos a palavra de DEUS (BÍBLIA) temos a PERDER? Seremos infelizes, vamos parar em algum lugar que não queremos (inferno)? O que será que aconteceria com as pessoas que deixaram uma vida de promiscuidade, drogas, prostituição, violência e outras maledicências deste mundo ou de seus corações para servir ou seguir a palavra de DEUS?
    Mas e se vocês estiverem errados?
    Continuariam tentando se justificar , explicar suas teorias , ofender e ter sentimentos “maravilhosos“ uns pelos outros, grandes palavras , boa escrita ,etc…
    Enfim, o que vocês acham que muitos pais que talvez estivessem com uma arma na cabeça no momento em que liam estes comentários teria feito?
    Será que foi dar um abraço em sua família?
    Será que foi descansar e dormiu feliz?
    Teve mais esperança?
    Mais força?
    Etc…
    Mas e se vocês estiverem errados?
    É isto que querem para suas famílias?
    Um tapinha nas costas resolve? Se resolve tudo bem.
    Em um momento de desgraça com um ente querido?
    Dirão ou explicaram suas teorias?
    Mesmo assim fiquem com DEUS!!!

  76. Marcos disse:

    Rubim Geontelus
    Rubim… pelo seu nome deve ser um “im” qualquer, como: “filim”, “tadim”, “pequeninim”, enfim…não vale a pena entrarmos nesta questão. Cara Acorda para vida, as verdades não são absolutas. E uma dica, sai da frente deste computador e procure relarcionar-se com PESSOAS, com a vida… vc passa a imagem de uma pessoa amargurada e que usa a net para TENTAR ser alguem….Pena.
    obs: Só estou fazendo esse comentário porque sou docente em antropologia pela USP e estamos estudando justamente o filme … Marcos

  77. Edir Macedo disse:

    Gente, a principio Jesus era roqueiro, tinha cabelos grandes e tomava vinho…

    Alem do mais, eu como promoter sempre me espelharei em Jesus, pois o mesmo fizera uma festa para poucos convidados com vinho e pao, sendo que tal festa foi tao badalada que ate hoje se ouve dizer sobre ela… iSSO SIM E PROMOTER

  78. Edir Macedo disse:

    P.S. – Detalhe, isso ocorrera ha mais de 2000 anos atras!! Haja marketing!! (e folders)

  79. J. Rafael disse:

    O filme é ótimo… quem for alugar ou comprar, não vai perder o dinheiro.
    -
    (só pra saberem – tenho fé em Deus e Ele sabe disso).
    Mas assistí este filme com o objetivo de ver o nosso herói Eli (Denzel Washington) cumprir sua missão… o filme é quase na mesma ideia do (Eu sou a Lenda), mas sendo que em (O livro de Eli) tem mais mistério.
    -
    -
    Aconselho a assistir ao filme não como se estivesse lendo a bíblia e sim para se divertir com a história. Se quiser realmente falar com Jesus, é só chamar por ele e sentir com a alma. Porque eu tenho certesa que vc procura por um filme desse tipo para se destrair enquanto come uma pipoquinha… rsss… ABRAÇO E BOM FILME.

  80. Joelma Senna disse:

    Gente se Rubim é o anti-cristo eu não sei, mas imagino que ele seja um desses leitores de teóricos religiosos que le a Biblia por interesses outros que não o cristão, e ficam repetindo a teorias feito um papagaio. Lendo os seus textos fico imaginando ele falando, falando, falando… como se fosse o único conhecedor do assunto. E a próposito antes de ler a Biblia devemos estar limpos de corpo e alma para entender a mensagem, pois a Biblia não foi feita para ser interpretada, e sim para servir de guia na nossa busca por Deus. Calma Rubim vc é muito arrogante, todos os comentários a cima tem fundamentos, nimguém ensinou a você a respeitar a opinião alheia e a religião também?

  81. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sr. Marcos,

    Conheço o Sr. Rubim e lhe garanto que isso que o senhor falou lhe serve perfeitamente e posso provar que o senhor se projetou. Que pena que é assim e quer que os outros também sejam! Alguém como o senhor precisa realmente tomar Sintocol, pois quer ganhar o debate agredindo o Sr. Rubim com argumentos do tipo Ad Hominem e Ad Verecundiam, principalmente. Veja que tenta atacar não os argumentos do Sr. Rubim, mas a pessoa do Sr. Rubim ao chamá-lo de ‘im’ e tal. Além do mais, tenta se impor com o argumento Ad Verecundiam ou Apelo à Autoridade ao se declarar docente. Cara, quem deve acordar é você, pois isso serve para enganar otários, mas não quem tem um pouco de cultura. Se não tem capacidade de argumentar, então fica quieto; uma vez que vomitar essas asneiras que o senhor exteriorizou é pura babaquice. Seu linguajar, além do mais, não condiz com um docente, se bem que num país como o Brasil podemos esperar de tudo, não é mesmo? Existe na psicologia analítica, ou junguiana, algo chamado de arquétipo da sombra. Será que o senhor sabe o que é isso? Pois bem, ao atacar o Sr. Rubim o senhor está na verdade se projetando e vendo sua pequenez diante dos argumentos fortes do Sr. Rubim de modo a sentir raiva, inveja, e outras mazelas e, dessa forma, procurar destruir os argumentos da maneira mais vil que existe: mostrando quem o senhor é realmente. Que pena que tenhamos que ver sua máscara cair de modo tão tosco, caro docente. Como acha fácil julgar os outros, heim!? Um julgadorzinho alienado, que sem ferramentas para tal, acha de dizer que o Sr. Rubim é isso ou aquilo. O senhor bebeu ou anda tomando alguma droga!? Mas que tal essa análise a seu respeito!? Ah, sim, claro, o senhor vende doce, por isso é docente. Quanto custa aí o doce de coco?

  82. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sr. JCarleto,

    O senhor está enganado e é mais um que não leu e/ou não entendeu o que dissemos. O Sr. Rubim e eu não condenamos a palavra de Havaiá ou Havaya, mas o ‘cristianismo’. Existe muita diferença nisso, meu caro. Leia novamente antes de criticar o que não leu ou não entendeu. Melhor perguntar que escrever coisas que deixam claro que o senhor está totalmente desligado ou por fora…

  83. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sr. JCARLETO,

    O Sr. Rubim e eu não condenamos a palavra de Havaya ou Havaiá, mas o ‘cristianismo’. Existe muita diferença nisso. Se o senhor não entendeu é melhor ler novamente ou perguntar, pois ficar atirando no escuro é péssimo.

  84. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sra. Joelma Senna,

    A senhora está aborrecida por quê? A verdade dói tanto assim? Afinal, não são os cristãos que usurparam a religião israelita e são arrogantes ao se colocarem como os donos da verdade frente a todas as demais religiões? Ora, quando confrontados partem para argumentos reles, falaciosos, distorcidos, perversos e tentam inverter a situação e se fazerem de vítimas. Isso é próprio dos cristãos mesmos. A senhora coloca até o Sr. Rubim como anticristo, mas não sabe que é o próprio cristianismo que é anticristo? Devia saber disso, pois o conceito de ‘cristo’ é algo muito anterior a figura de jesus, que aliás, não existem provas reais que existiu. Sabemos que IHVH realmente existe porque é o próprio Universo e tudo que está na transcendência ou Ain Soph Avr, mas jesus não. Sentimos muito se essa religião é tão sem fundamentos que pode ser refutada à luz da religião israelita, bem como da prórpia ciência: tudo é luz, e Ain Soph Avr (Sem Limites, Eterno, Inominável) não se faz carne na religião israeltia e se o fizesse tudo deixaria de existir porque iria se concentrar na pessoa carnal, no cano de jesus. Engraçado que antes de jesus o conceito de cristo já existia: crestus, krst no Antigo Egito, etc. Além do mais, Iesu é um dos nomes de Horus, que também nasceu de virgem, discutiu com sábios aos doze anos, etc…Se o cristianismo fosse uma religião que não tivesse usurpado a religião israelita e tivesse vida própria sera até compreensível, mas é claro que se trata de mitraísmo misturado com religião egípcia, mistíerios de Orfeu e Dionísio, Dagom, e outras origens. Se apropriaram da religião israelita e ainda nos condenaram a injustiças diversas. Bem, Havaiá não é mentiroso, e esse testamento alienado é repleto de contradições. Leiam o site do Sr. Rubim e verão que existem evidências de que o cristianismo foi forjado. Infelizmente, a lavagem cerebral foi terrível e continuam acreditando em algo impossível. Claro, falamos impossível em relação a religião israelita, mas cristianismo nada tem que ver com a religião israelita, que foi usada como um cavalo para a enxertia desses joios gregos, egípcios, etc. Sentimos muito que podemos provar que IHVH rejeita essa religião desde o início e que, sempre que são confrontados, queiram inverter a situação ao se fazerem de vítimas. Contudo, sabemos que cristãos gostam de trepudiar dos outros, se acharem os donos da verdade (afinal, consta que jesus é o caminho, a verdade, a vida)…Só que IHVH não é egoísta a ponto de alguém amá-lo e não ser correspondido porque só através do filho poderá ser aceito. Sentimos muito, minha cara, mas esse conceito só é possível na religião grega e outras, nas quais os deuses podiam ter relações com humanas. Na religião israeltia isso não é possível.

  85. Joelma Senna disse:

    Minha cara srª Vanessa acredito eu que vc não é analfabeta, e que sabe interpretar muito bem um texto. Em momento algum eu disse que o srº Rubem é o ati-cristo, alguém cita em seus comentários anterior ao meu. Eu digo que se ele é eu não sei. Mas vejo que vc é do mesmo clube do srº Rubem por isso tanta defesa. Chegam de escrever tantas asneiras, tudo que vcs falam é ridiculo, e a proposito eu não estou nervosinha, só entrei neste site para ler sobre filmes e encontro um confronto religioso, não acredito em religião minha cara, penso que a religião é só mais um meio do homem dominar o homem, o mais “forte” sobrepujando o mais “fraco”, acredito sim em um ser superior chamado Deus e que entregou seu filho Jesus para o sacrifício. E outra coisinha existem sim evidências da existência de Jesus, provada por estudiosos. Vc diz que sofremos lavagem celebral, sinto dizer-lhe que vc sofreu lavagem celebral, a ponto de falar tanta blasfemia. Afinal qual a religião de vcs, srª Vanessa e srº Rubem? Se está ecsrito no texto de vcs desculpe-me eu não li todos os textos de vcs porque é besteira demais e eu não tenho tempo.

  86. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sra. Joelma Senna,

    Antes de mais nada, a senhora precisa saber que para se continuar um debate, uma conversa, um diálogo é necessário que as pessoas se dêem ao respeito e prestem atenção ao que está sendo dito, senão se torna impossível qualquer palavra. Aliás, diálogo é sinônimo de luz, religiosamente falando. Então, se a senhora diz que falo besteiras, e não se dá ao trabalho de ler o que digo, como pode querer debater? Estranho isso, né? Mas isso de dizer que os argumentos contrários são besteiras, emaranhados, superficiais, demoníacos, são técnicas usadas para desestabilizar o oponente. Contudo, não vai poder me desestabilizar porque o que digo não são interpretações minhas, mas o que consta na Tanach. Essas coisas que digo é o IHVH que o povo israelita segue. Lamentamos que tenham transformado IHVH em carne e na figura humana e não queiram entender que IHVH é luz em todos os sentidos, principalmente no sentido espiritual e sutil. Mas o interessante é que a física quântica prova isso hoje em dia quer os cristão queiram ou não. IHVH é maravilhoso e a verdade está sendo mostrada pela ciência.

    A senhora não diz coisa com coisa, pois vem perguntar qual minha religião e a do Sr. Rubim? Nossa religião é exatamente a de IHVH (Havayah ou Havaiá), o Único, Ain Soph Avr (Sem Limites), o que não pode se fazer carne porque é absoluto e tudo dentro da creação é limitado. Sinto muito se a senhora é incapaz de entender essas coisas e perde o controle tão facilmente de modo a partir para agressões pessoais em vez de combater argumentos. Ora, a senhora diz que existem provas da veracidade de jesus, não é mesmo!? Cite algumas dessas provas fora o contexto do testamento. Da mesma forma que a senhora diz que existem provas a favor, e que certamente não vai poder citar nenhuma por serem falhas, eu posso provar que jesus pode até ter existido como ser humano comum e nunca como IHVH. Sinto muito se a senhora não entende de religião e fica jogando argumentos sem nexo na cara dos outros apenas baseada ou emprenhada pelo ouvido sobre o que os outros dizem. Ora, na religião israelita IHVH sempre foi tido como uma essência sutil de energia, uma força, um princípio de onde toda a creação se fez, levando-se em conta que IHVH e a creação estão unidos ou é um unidade com o Ain Soph Avr (Absoluto, Sem Limites, Inominável). Creador e Creação são apenas nomes didáticos para se compreender a religião israelita, pois, no fundo, Ain Soph Avir é o Todo, é tudo, é o Absoluto.

    Na religião israelita nunca houve relacionamentos carnais entre IHVH e humanas, e essa história de jesus como sendo filho de deus foi imposta pelos católicos, pois antes do Concílio de Nicéia isso não existia. A senhora e todos os cristão precisam estudar mais, se inteirar mais das verdades, e não apenas ficar acreditando numa estória cabeluda dessa baseada na mitologia grega e romana com o intuito de dominar as mentes das pessoas para que adorem a civilização ocidental, que é toda fundamentada na Antiga Grécia e Império Romano. A física quântica prova exatamente que IHVH é Um, e isso de trindade não existe na religião israelita e foi imposto aos ‘cristãos’ a partir do Concílio de Nicéia em 325 d.c. Sinto muito que seja incapaz de ver essas coisas e continuar a disseminar essas mentiras, minha cara, mas o cristianismo nada tem que ver com a religião israelita, pois as diferenças são absurdas. Por quê? Simples: porque o cristianismo é uma religião que mistura mitraísmo, com adoração a Hórus, adoração a Orfeu, adoração a Dionísio, etc. A religião israelita serviu apenas de apoio para essa mazela toda porque o objetivo era dominar, acabar, perseguir os israelitas que eram contra as perversidade de gregos e romanos. A senhora precisa mesmo se inteirar da história para perceber que jesus nem mesmo é citado nos documentos de Pôncio Pilatos e outros. Hoje em dia é comprovado que todas as citações que constam a respeito de jesus em Flávio Josefo e outros foi claramente falsificado pelos católicos e primeiros cristãs romanos e gregos. Sinto muito se a senhora acha que o que dizemos não vale a pena, pois nosso objetivo não é convencer, seduzir ou fazer lavagem cerebral em ninguém, mas apenas apresentar argumentos que lançam luz sobre essas trevas. Como pode uma religião que diz pregar o amor ter tantas contraditoriedades sobre a maneira de amar? Diabo? Isso não existe na religião israelita, pois IHVH é único. Consta no testamento cristão que o inferno é eterno, mas eternidade é um atributo exclusivo de IHVH. Se satanás é eterno, então é outro ‘deus’ que concorre com IHVH e isso é politeísmo. Também incentiva a perseguição aos judeus de modo que Inquisição, Nazismo, e outras atrocidades surgiram das interpretações desse mesmo testamento cristão. A senhora nunca ouviu falar das milhares de contradições no testamento cristão? Então precisa tomar ciência disso urgente, pois assim deixaria de considerar a verdade uma besteira.

    Nós não sofremos lavagem cerebral, minha cara, porque defendemos a religião israeltia, que realmente prega, para quem não sabe, o amor entre todos os povos, a união, IHVH como sendo Único, e não é intolerante com outros povos. Israel não obriga ninguém a se converter a religião judaica para que tenha IHVH, mas apenas seguir os mandamentos dos Bnei Noah ou Filhos de Noé. Vocês não entendem nada de religião judaica, por isso acham que cristianismo tem como base a religião judaica ou israelita apenas por ter junto ao testamento cristão a tradução da Tanach (Livro Israelita). Contudo, esse Livro Sagrado dos judeus serve apenas como um cavalo para o cavaleiro, que é o testamento cristão, ou seja, isso é uma analogia com a técnica de enxertia: a Tanach é um cavalo para a esse joio chamado cristianismo, que é o cavaleiro. Interessante que são quatro livros no testamento cristão e no Apocalipse, que é um livro que existia antes de João, consta que são quatro cavaleiros que destruirão tudo. Coincidência? Pode ser, mas esse livros do testamento cristão foram escritos mais de cem anos após o que dizem ter sido a morte de jesus. Outra coisinha: esse nome jesus se origina de IESU, que era um dos nomes de Hórus. Iehoshva é um nome comum entre os judeus e significa ‘Iah Salva’. Iah é simbolizado pela primeira letra do nome IHVH, mas isso os cristãos não sabem, né? Por quê? Porque só sabem o que os gregos e romanos modificaram de acordo com as conveniências deles.

    A senhora diz não acreditar em religião porque é uma forma de domínio entre seres, e acredita num deus que deu seu filho para salvar o mundo. Tudo bem, mas é estranho isso, pois esse acreditar já é uma religião quer a senhora queira ou não, pois a faz se engajar no mundo simbólico dos cristãos. Além do mais, não haveria problema com os israelitas quanto a isso se realmente o cristianismo fosse uma religião de paz e não tivesse usurpado a religião de IHVH para fazer apologia a satanás, fazer apologia a riquezas e a senhores mundanos, fazer escárneo de outras religiões, pregar a eleição, pregar o simples acreditar como forma de ser salvo e tantas outras aberrações. Sentimos muito se fica praticamente impossível de fazer vocês verem os absurdos que constam nessa religião que chamam de cristã. Transformaram IHVH num deus de carne e osso tanto na Terra, na forma de jesus, como no transcendente, pois ainda hoje a maioria das pessoas acham que deus é uma pessoa semelhante aos homens em algum lugar do céu. Assim, projetando a mitologia greco-romana na religião israelita, tornou possível forjar um deus egoista. Veja que mesmo que alguém seja bom, faça o bem aos outros e a si, compartilhe, ajude aos outros, seja ético e não faça mal a nada, não será salvo porque não aceitou jesus. Acha que isso é justiça realmente? Bem, a religião israelita não acha isso, tanto que prega simplesmente seguir os mandamentos dos Bnei Noah. Pensar é um verbo que tem a mesma origem etmológica que pesar. Pensar é comparar, associar, raciocinar e, como numa balança, equilibrar os pratos com justiça. Então, a senhora leia o que escrevi e tente pensar melhor a respeito, sem preconceitos, sem clima de revanche, sem animosidades. Falamos outras veze sobre Havaiá ou Havayah, que é um dos Nomes de IHVH. Mas os cristãos não sabem porque isso acontece e conhecem apenas o nome Iavé, Jeová, Jeovah. Mas existem diferenças entre essas formas de pronunciar IHVH que são significativas. Ao pronunciar IHVH como sendo Iaveh ou Iavé, os cristãos estão invocando IHVH para vir a seu socorro apenas sem se preocuparem em fazer melhorias na Terra, nesse mundo, no aqui e agora. Pensam tão-somente no céu (lembrando que céu de acordo com o testamento cristão, que nada tem com a relgião israelita). Já Havaiá significa algo bem diferente: é mudando nosso interior, nosso mundo interior, nosso reino interior, que mudaremos para melhor o mundo terreno para melhor, e assim IHVH poderá se fazer cada vez mais presente. Mas isso os cristãos não compreendem porque o cristianismo, como eu disse, não é uma religião originada realmente do judaísmo, mas é principalmente o mitraísmo disfarçardo, camuflado. Tanto é assim que o Sabbat foi transferido para o domingo na religião cristã? Por quê? Simples: Mitra é um deus solar, é o Sol Invictus, o deus adorado por Constantino, aquele mesmo que presidiu o Concílio de Nicéia, e por isso o domingo, dia do Sol, o Sunday em inglês, lhe foi dedicado. Bem, essa é só uma pequena explanação sobre as diferenças. Pense melhor, ok!?

    Havayah (IHVH) te ama também, pois somos todos Um.

  87. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Sra. Joelma Senna,

    Antes de mais nada, a senhora precisa saber que para se continuar um debate, uma conversa, um diálogo é necessário que as pessoas se dêem ao respeito e prestem atenção ao que está sendo dito, senão se torna impossível qualquer palavra. Aliás, diálogo é sinônimo de luz, religiosamente falando. Então, se a senhora diz que falo besteiras, e não se dá ao trabalho de ler o que digo, como pode querer debater? Estranho isso, né? Mas isso de dizer que os argumentos contrários são besteiras, emaranhados, superficiais, demoníacos, são técnicas usadas para desestabilizar o oponente. Contudo, não vai poder me desestabilizar porque o que digo não são interpretações minhas, mas o que consta na Tanach. Essas coisas que digo é o IHVH que o povo israelita segue. Lamentamos que tenham transformado IHVH em carne e na figura humana e não queiram entender que IHVH é luz em todos os sentidos, principalmente no sentido espiritual e sutil. Mas o interessante é que a física quântica prova isso hoje em dia quer os cristão queiram ou não. IHVH é maravilhoso e a verdade está sendo mostrada pela ciência.

    A senhora não diz coisa com coisa, pois vem perguntar qual minha religião e a do Sr. Rubim? Nossa religião é exatamente a de IHVH (Havayah ou Havaiá), o Único, Ain Soph Avr (Sem Limites), o que não pode se fazer carne porque é absoluto e tudo dentro da creação é limitado. Sinto muito se a senhora é incapaz de entender essas coisas e perde o controle tão facilmente de modo a partir para agressões pessoais em vez de combater argumentos. Ora, a senhora diz que existem provas da veracidade de jesus, não é mesmo!? Cite algumas dessas provas fora o contexto do testamento. Da mesma forma que a senhora diz que existem provas a favor, e que certamente não vai poder citar nenhuma por serem falhas, eu posso provar que jesus pode até ter existido como ser humano comum e nunca como IHVH. Sinto muito se a senhora não entende de religião e fica jogando argumentos sem nexo na cara dos outros apenas baseada ou emprenhada pelo ouvido sobre o que os outros dizem. Ora, na religião israelita IHVH sempre foi tido como uma essência sutil de energia, uma força, um princípio de onde toda a creação se fez, levando-se em conta que IHVH e a creação estão unidos ou é um unidade com o Ain Soph Avr (Absoluto, Sem Limites, Inominável). Creador e Creação são apenas nomes didáticos para se compreender a religião israelita, pois, no fundo, Ain Soph Avir é o Todo, é tudo, é o Absoluto.

    Na religião israelita nunca houve relacionamentos carnais entre IHVH e humanas, e essa história de jesus como sendo filho de deus foi imposta pelos católicos, pois antes do Concílio de Nicéia isso não existia. A senhora e todos os cristão precisam estudar mais, se inteirar mais das verdades, e não apenas ficar acreditando numa estória cabeluda dessa baseada na mitologia grega e romana com o intuito de dominar as mentes das pessoas para que adorem a civilização ocidental, que é toda fundamentada na Antiga Grécia e Império Romano. A física quântica prova exatamente que IHVH é Um, e isso de trindade não existe na religião israelita e foi imposto aos ‘cristãos’ a partir do Concílio de Nicéia em 325 d.c. Sinto muito que seja incapaz de ver essas coisas e continuar a disseminar essas mentiras, minha cara, mas o cristianismo nada tem que ver com a religião israelita, pois as diferenças são absurdas. Por quê? Simples: porque o cristianismo é uma religião que mistura mitraísmo, com adoração a Hórus, adoração a Orfeu, adoração a Dionísio, etc. A religião israelita serviu apenas de apoio para essa mazela toda porque o objetivo era dominar, acabar, perseguir os israelitas que eram contra as perversidade de gregos e romanos. A senhora precisa mesmo se inteirar da história para perceber que jesus nem mesmo é citado nos documentos de Pôncio Pilatos e outros. Hoje em dia é comprovado que todas as citações que constam a respeito de jesus em Flávio Josefo e outros foi claramente falsificado pelos católicos e primeiros cristãs romanos e gregos. Sinto muito se a senhora acha que o que dizemos não vale a pena, pois nosso objetivo não é convencer, seduzir ou fazer lavagem cerebral em ninguém, mas apenas apresentar argumentos que lançam luz sobre essas trevas. Como pode uma religião que diz pregar o amor ter tantas contraditoriedades sobre a maneira de amar? Diabo? Isso não existe na religião israelita, pois IHVH é único. Consta no testamento cristão que o inferno é eterno, mas eternidade é um atributo exclusivo de IHVH. Se satanás é eterno, então é outro ‘deus’ que concorre com IHVH e isso é politeísmo. Também incentiva a perseguição aos judeus de modo que Inquisição, Nazismo, e outras atrocidades surgiram das interpretações desse mesmo testamento cristão. A senhora nunca ouviu falar das milhares de contradições no testamento cristão? Então precisa tomar ciência disso urgente, pois assim deixaria de considerar a verdade uma besteira. Nós não sofremos lavagem cerebral, minha cara, porque defendemos a religião israeltia, que realmente prega, para quem não sabe, o amor entre todos os povos, a união, IHVH como sendo Único, e não é intolerante com outros povos. Israel não obriga ninguém a se converter a religião judaica para que tenha IHVH, mas apenas seguir os mandamentos dos Bnei Noah ou Filhos de Noé. Vocês não entendem nada de religião judaica, por isso acham que cristianismo tem como base a religião judaica ou israelita apenas por ter junto ao testamento cristão a tradução da Tanach (Livro Israelita). Contudo, esse Livro Sagrado dos judeus serve apenas como um cavalo para o cavaleiro, que é o testamento cristão, ou seja, isso é uma analogia com a técnica de enxertia: a Tanach é um cavalo para a esse joio chamado cristianismo, que é o cavaleiro. Interessante que são quatro livros no testamento cristão e no Apocalipse, que é um livro que existia antes de João, consta que são quatro cavaleiros que destruirão tudo. Coincidência? Pode ser, mas esse livros do testamento cristão foram escritos mais de cem anos após o que dizem ter sido a morte de jesus. Outra coisinha: esse nome jesus se origina de IESU, que era um dos nomes de Hórus. Iehoshva é um nome comum entre os judeus e significa ‘Iah Salva’. Iah é simbolizado pela primeira letra do nome IHVH, mas isso os cristãos não sabem, né? Por quê? Porque só sabem o que os gregos e romanos modificaram de acordo com as conveniências deles. A senhora diz não acreditar em religião porque é uma forma de domínio entre seres, e acredita num deus que deu seu filho para salvar o mundo. Tudo bem, mas é estranho isso, pois esse acreditar já é uma religião quer a senhora queira ou não, pois a faz se engajar no mundo simbólico dos cristãos. Além do mais, não haveria problema com os israelitas quanto a isso se realmente o cristianismo fosse uma religião de paz e não tivesse usurpado a religião de IHVH para fazer apologia a satanás, fazer apologia a riquezas e a senhores mundanos, fazer escárneo de outras religiões, pregar a eleição, pregar o simples acreditar como forma de ser salvo e tantas outras aberrações. Sentimos muito se fica praticamente impossível de fazer vocês verem os absurdos que constam nessa religião que chamam de cristã. Transformaram IHVH num deus de carne e osso tanto na Terra, na forma de jesus, como no transcendente, pois ainda hoje a maioria das pessoas acham que deus é uma pessoa semelhante aos homens em algum lugar do céu. Assim, projetando a mitologia greco-romana na religião israelita, tornou possível forjar um deus egoista. Veja que mesmo que alguém seja bom, faça o bem aos outros e a si, compartilhe, ajude aos outros, seja ético e não faça mal a nada, não será salvo porque não aceitou jesus. Acha que isso é justiça realmente? Bem, a religião israelita não acha isso, tanto que prega simplesmente seguir os mandamentos dos Bnei Noah. Pensar é um verbo que tem a mesma origem etmológica que pesar. Pensar é comparar, associar, raciocinar e, como numa balança, equilibrar os pratos com justiça. Então, a senhora leia o que escrevi e tente pensar melhor a respeito, sem preconceitos, sem clima de revanche, sem animosidades. Falamos outras veze sobre Havaiá ou Havayah, que é um dos Nomes de IHVH. Mas os cristãos não sabem porque isso acontece e conhecem apenas o nome Iavé, Jeová, Jeovah. Mas existem diferenças entre essas formas de pronunciar IHVH que são significativas. Ao pronunciar IHVH como sendo Iaveh ou Iavé, os cristãos estão invocando IHVH para vir a seu socorro apenas sem se preocuparem em fazer melhorias na Terra, nesse mundo, no aqui e agora. Pensam tão-somente no céu (lembrando que céu de acordo com o testamento cristão, que nada tem com a relgião israelita). Já Havaiá significa algo bem diferente: é mudando nosso interior, nosso mundo interior, nosso reino interior, que mudaremos para melhor o mundo terreno para melhor, e assim IHVH poderá se fazer cada vez mais presente. Mas isso os cristãos não compreendem porque o cristianismo, como eu disse, não é uma religião originada realmente do judaísmo, mas é principalmente o mitraísmo disfarçardo, camuflado. Tanto é assim que o Sabbat foi transferido para o domingo na religião cristã? Por quê? Simples: Mitra é um deus solar, é o Sol Invictus, o deus adorado por Constantino, aquele mesmo que presidiu o Concílio de Nicéia, e por isso o domingo, dia do Sol, o Sunday em inglês, lhe foi dedicado. Bem, essa é só uma pequena explanação sobre as diferenças. Pense melhor, ok!?

    Havayah (IHVH) te ama também, pois somos todos Um.

  88. Danilo disse:

    Filme muito bom!!
    Não é um filme religioso nem tendencioso da meneira como dizem, utilizaram a bíblia pois é o livro de sabedoria mais conhecido, mas os prórios produtores do filme citaram que poderia ser qualquer outro livro de conhecimento (logico que a bíblia faria melhor o marketing). Tudo o que dizem acima pode fazer sentido, mas não diz respeito ao filme diretamente.
    Os comentários acima são meramente para engrandecimento próprio, pessoas querendo mostrar o quanto conhecem de história ou religião e outras tentando defender suas crenças sem argumentos concretos.

  89. Vanessa Magenroschtaghi disse:

    Danilo,

    Acho que você é mais um equivocado, pois está julgando e tirando o direito das pessoas darem suas opiniões. Está tentando esvaziar o que foi dito através de falácias bem conhecidas, como se fazer de autoridade (coisa que você não é), tentando fazer sua opião prevalecer ao ridicularizar os outros e isso é nojento (quem está sendo ridículo é você que ao tentar prevalecer e julgar, está na verdade querendo ser o dono do pedaço…

    O que está escrito acima tem tudo a ver com o filme sim, ao menos o que eu e o Sr. Rubim dissemos, e não estamos tentando nos engrandecer como está claramente. Dissemos tudo com fundamentos sim, e você não colocou nada de concreto mesmo, citando os produtores do filme, que se fazem de autoridades e querem mais ficar em cima do muro para vender o peixe podre deles.

    Nada é sem próposito e nada é desligado de alguma ideologia, exceto a verdadeira religião que está na Torah e que diz para amarmos a Aheyeh Asher Aheyeh acima de tudo e ao próximo como a si mesmo, sem mortes, sem julgamento, sem guerras, compartilhando, cosntruindo, etc. Mas isso poucos compreendem e fazem.

    Não meça os outros pela sua régua, pois isso é muito feio. Se não tem condições de debater, não coloque falácias tolas apelando para ridicularização, apelo à autoridade, e esvaziamento do debate através do argumento de não ter concretude. Bem, ou você é mais um tolo ou está simplesmente tirar com a cara dos outros. Bem, tenta debater e mostrar onde está a falta de concretude, hahaha! Diz aí o que entendes para que possamos destruir seus argumentos como estamos fazendo agora!

  90. Joelma Senna disse:

    Srª Vanessa quem disse para a senhora que eu quero dabater alguma coisa com vcs? E a proposito creio que a descontrolada aqui é a senhora. Vcs são engraçados criticam as religiões dos outros e defendem a de vcs como se fosse a veradeira e única e depois chama os outros de fanáticos, vcs precisam rever seus conceitos. E como eu disse na mensagem anterior eu entrei no site para ver comentários sobre o filme e presenciei um verdadeiro confronto religioso encabeçado pelo seu amigo Rubim e depois continuado pela senhora, acalme-se uma mulher tão religiosa não pode se enrraivar por pouca coisa, isto faz mal ao coração, e que IHVH esteja com vcs, abraços.

  91. Isnald disse:

    Em primeiro lugar, confesso que não percebi ao ver o filme por pelo menos dez vezes, que o ator principal era cego, creio que o ator Denzel Washington não soube interpretar tão bém este papel, tanto é que deixou muitas dúvidas neste sentido, mas para mim como gosto muito de ação principalmente no tocante a artes maciais, não atentei para o fato, mas sei que este filme não condiz muito com o que está escrito na palavra de Deus, o livro do apocalipse fala de uma grande batalha, mas creio que essa batalha não é de forma física e sim espiritual, é claro que as dua forma andam juntas, e nesta guerra pode até haver mortes devido a muito fanatimos por esse mundo a fora, porém não vejo dessa forma que o filme nos mosta, a palavra de Deus para mim tem que estar em nossos corações e a defendermos como sendo do nosso próprio corpo, é claro precisamos da palavra (Bíblia) para nos alimentar diariamente, a palavra de Deus nos ensina a sermos paciente, justo, sincero, bom, amável, longânimo, e etc…, até se for o caso dar nossa vida por amor de Cristo, o que aparentemente no final do filme a jovem Solara sai para poder dar continuidade ao filme mas com que propósito? matar, destruir, fazer justiça com as próprias mãos ou pregar a palavra esta ultima acho pouco provável pois no filme mostra ser ela analfabeta e não houve tempo hábil para que ela aprendesse. Sabemos que Deus é poderoso até para nos dar capacidade em todas as áreas de nossa vida, mas sei que não foi essa o propósito do filme.

  92. jonatha disse:

    Provérbios 26:4
    Não respondas ao tolo segundo a sua estultícia; para que também não te faças semelhante a ele.

  93. winner ox disse:

    Rubim Geontelus ; JESUS DISSE ; EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA.

  94. Na minha humilde opinião Deus glorifica aquele que possui esses principios:

    Coração Nobre;
    Alma pura;
    Capacidade de perdoar o proximo;

    Acho que esses são os valores que fazem a diferença para Deus independentemente da sua raça, seu credo e sua cor!!!

  95. Carlen disse:

    Querido Rubim, não queira distorcer o que diz a Biblia e nem mesmo questiona-la, Deus é Deus sobre todas as coisas, a biblia é revelada, não cabe a você julgar o que nela está escrito, quanto ao filme está claro, temos mesmo que seguir o exemplo de fé e confiança em Deus o mais ele fará, não perca seu tempo criticando a biblia ou seus personagens, não cabe a você julgar. Abraços!!!

  96. Camila Fróes PUC-Rio disse:

    O filme baseia-se no futuro, um futuro onde há um resto de humanidade lutando por sobrevivência sobre uma condição de extrema precariedade, mas com uma grande dúvida sobre o passado, teria sido a tal Guerra Santa que devastou tudo? Foi por isso que todas as bíblias foram queimadas? O que acarretou toda essa falta de esperança e crença? Talvez a própria igreja tenha se mostrado com seu lado ruim, mostrando a todos seu desejo de manipulação para com toda a população, uma religião que na verdade aceitaria outras religiões, talvez ‘aceitar’ não seja a palavra certa, mas respeitaria uma sociedade que acreditasse em algum Deus, já que todo seu propósito parte da idéia da Fé para a vida. Importante frisar que o roteiro se limita na própria concepção cristã do autor. Aos ateus, agnósticos, budistas e espíritas sobram-se poucas idéias a serem ‘aceitas’. Chega a ser irônico notar que, mesmo o filme tendo um subtexto cristão, ele jamais se furta em mostrar a violência, contando com uma mensagem que considero até perigosa, de que “É como se, sem a religião cristã, o mundo seria levado ao caos, colocando outras crenças em último plano”. Pode-se fazer duas interpretações do contexto geral do filme, uma afirmando que a falta de religião, de fé e crença da população teria causado tal catástrofe, ou também que a falta de um Estado interferindo teria transformado tudo em um grande caos, mostrando que a sociedade não conseguiria viver sem uma civilização e sem leis, mostrando também que em um mundo sem a presença de uma figura que representasse um todo, o que restou da humanidade retornou ao modo de sobrevivência de Tomas Hobbes ‘o homem é o lobo do homem’.

  97. João Martins disse:

    Como dono de locadora situada em bairro predominantemente de evangélicos já percebi que eles adoram esta temática até como justificativas para a sua fé inabalável e como forma de argumentação para atrair mais fiéis a sua religião. Tenho vários clientes crentes que adoram dizer que o fim está próximo e que é preciso converter-se e aceitar a palavra de Deus para poder salvar-se do fogo eterno e tudo mais. Quem não é crente (evangélico) está perdido já que os “sinais” do fim do mundo são evidentes e reveladores.

  98. Rossano disse:

    Pessoal o único cara certo de site é Rubim, que apesar de parecer viado é muito inteligente, não que eu tenha algum tipo de preconceito, cada um na sua, e quanto aos outros antes de escreverem vão dar uma lida, o cara só tentou abrir os seus olhos.

  99. Renato Burlamarque disse:

    Concordo com o Rossano( não quanto ao Rubim parecer viado), o Rubim é o único que deu fundamento ao seus pensamentos e que segue a mesma linha de raciocinio em que acredito.
    Tudo que escreveu é fato e história, e ele possui a interpretação mais cabivel deste . Apenas quero que o Rubim abra uma margem para o caso de estar errado e também não seja tão sensível as críticas e me responda se afinal o personagem principal do filme é ou não fisicamente cego?

  100. Rodrigo disse:

    assiti o filme hj!
    Rubim falo tudo!
    seu comentario esta certissimo!

  101. cejainy disse:

    Curti…pra kramba o filme é muito interessante e um suspense\ação

  102. carlos disse:

    esse filme é fantastico e sem macula. Só o psicopata do dono dessa m… de blog que viu muito erro, pq ele é cara mais sábio do mundo. Também com os óculos de de fundo da garrafa, cara de batata e cabelo de vovó (kkkkkkk) Rubim vc é psicopata cara.

    • Wellington disse:

      Sr. Carlos, apenas para constar, o Sr. Rubim NÃO É DONO DO BLOG, e para complementar informo também que o Blog Dicas de Filmes é imparcial aos comentários dos leitores, permitindo assim a liberdade de expressão de todos.

      atenciosamente,

      Wellington V. Santos.

  103. carlos disse:

    que nada Rodrigo, vc deixa si levar por esse idiota de Rubim que fala mal de todo mundo, falta apenas falar mal dos seus proprios progenitores. Toma vergonha Rubim.

  104. carlos disse:

    Obrigado pela eclarecimento, mas pelo que tá aparecendo, repare que ele ataca todo mundo com o senhor e dono da verdade. Eu sei que as opiniões são subjectivas e pessoal, e pelo facto de há liberdade de expressão ele devia respeitar comentário de cada um ne!

    Atencionsamento. Carlos Santana.

    • Wellington disse:

      Sinceramente eu só lí por completo os primeiros comentários dele.
      Realmente este é um tema complicado: Religião, então como não tenho interesse em discutir, apenas deixo a discssão fluir entre os leitores.

      Particularmente eu acho que o Sr. Rubim se exalta ao querer impor sua verdade, ele tem o direito de acreditar, mas não precisa bater de frente com quem não acredita.

      Mas enfim, cada um – cada um…

      att, Wellington.

  105. carlos disse:

    sim senhor wellington mas pelo k ta parecendo ele acha! Repare que ele tem atacado e criando polémica com todo mundo, inclusive o Senhor. Ele é assim vcs não conhecem ele. Cara polémico, achando dono da Verdade e entra e muitos blogs para isso. O mais feio é que ele entra com confusões de ataca e usa pseudônios como (Vanessa Magenroschtaghi) para fomentar a discusão!
    O cara não respeita a conveção politico, social ou religiosa de ninguem, fica sentado a frente da tela 24 horas, pq não tem o que fazer pra atacar uns e outros. Até parece coisa de moleque, mas não falo de um cara já com idade bem avançado, mas com comportamento de um pivete de 13 anos.
    Fiquem de olho nele, e não dão bola a ele, pq ele sempre tem uma estrategia. Entra com conversa de discusão mansa e quando nota que não está a conseguir convencer as pessoas com suas maluquices, ataca com conversa ofensa e de agressão.

  106. carlos disse:

    Mesmo com suas idiologias baratas, que parecem apenas parece com um fundamentos, algumas pessoas tem levado ele a ferro e fogo e no caso ele foge. Falo do Senhor Janer Cristalder que atacou ele na questão de ser vegetariano ou não, de comer carne de porco ou não, o Senhor Janer Cristalder dele ele boa explanação sobre isso e mostrou ele que não começe nem o velho e nem o novo testamento (entrem no site de Janer Cristaler para ver).
    Noutro blog de um jornalista pernambucano aquando entrevista o ex-pastor Caio Fábio, rubim atacou muitas pessoas ali, até com injurias de defamações. Quem veio a colocar o limite nele, foi Senhor Osvaldo que atacou ele de todas as formas sobre o tema judaismo e Cristianismo e mesmo sobre os idiomas. Sabem qual foi a afirmação do Senhor rubim? Eu falo 26 idiomas fuentemente. Mentira do Infeliz senhor rubim, mas conseguia entender a gramática da língua , qt mais falar 26 idiomas. O cara é infeliz e sempre que ele não tem mais argumento, foge e vai prourar outros blogs outras pessoas para atacar.

    ISSO É UMA ALERTA A TODOS QUE ENTRAM NESTE BLOG OU OUTROS.
    FIQUEM DE OLHO, COMO DIZ UM JORNALISTA BRASILEIRO: QUEM RONCA NÃO VÊ BRONCA, ABREM SEUS OLHOS com esse marmanjo!

  107. carlos disse:

    *que não conhece nem velho e nem novo testamento

  108. carlos disse:

    é isso que ele não entende Senhor Wellington, mas sabes uma pessoas que tem com ideologias fixas? Tipo ele acha que o judeus no Brasil são perseguidos e que eles não vão ser ovelhas mais no meio dos lobos, com os judeus que foram atacados pelo Nazista. Isso não existe, apenas pessoa com ideia fixa em pleno seculo 21 pode pensar assim.

  109. carlos disse:

    e incrivel que aparece ele foi discutir o inglês com um cara nascido no país que fala inglês, enfim coisas que não da para explicar. A minha intenção aqui é avisar a todos para não dar ouvido a esse cara.

    Infelismente existem pessoas como rubim, sempre querendo impôr, sempre querendo debater achando que ele tem razão, enfim…

    Fiquem em paz

  110. Val leaubon disse:

    Entrei aqui somente pra ter certeza que Eli era cego e me deparo com um monte de comentário sem noção!!! Esqueçam a religião e vejam o filme somente por diversão(foi o que fiz)

    Vivemos em um país livre e podemos adorar o deus que quisermos! E eu louvo ao meu Deus por isso!!!

    Religião, política e futebol não se discute!!!

    E afinal, Eli era cego dos dois olhos ou apenas do direito??? Eu acho que era cego total, já que tinha os demais sentidos apuradíssims..Se bem que no início do filme, um cego não conseguiria acertar o pobre daquele gato, né?? Enfim, filmes desse tipo são para nos entreter e não pra discutirmos o sexo dos anjos! Amo o Denzel e sei que com esse filme ele jamais ganharia um Oscar, já que pouco fala!!

    Abraços a todos(até pro Rubim) rss e que a paz do meu amado Senhor Jesus Cristo esteja com todos vcs(Ele é misericordioso até com os que não crêem Nele)

    • Wellington disse:

      Val leaubon, faço suas as minhas palavras também. pelo que entendi também ele era cego dos dois olhos.. mas o que mais me deixu de cara foi decorar a biblia, hehehehe.

      Abraços a todos e vamos tentar manter o foco apenas no filme e não nos demais assuntos.. né?

  111. carlos disse:

    valeu Val Leaubun e Wellington. Bom fim de semana pra vcs!

    Carlos Santana.

    (só pra argumentar Val Leaubun na verdade Denzel é grande ator dá consegue fazer todo papel num filme e ele é orgulho ne na vdd)!!! Meu ator favorito tbm

  112. priscila disse:

    Meu Deus, pouco temp que passei lendo esses comentarios, conseguir compreender que Rubim é um verdadeiro retardado, minha gente deixa esse doença para lá, essa criatura só de ler dar nauseas, é negativo, filho do dêmo…a fff to fora! by: pri

  113. priscila disse:

    Rubim é uma criatura sem norçao, sem pudor e vergoonha é lamentavel a postura dele diantes os outros… acho que se podesse matar os cristãos não tinha um nan terra, que Deus tenha piedade!

  114. carlos disse:

    concordo plenamente Pri

  115. Larissa disse:

    meu pai esse rubim nao tem mais nada o que fazer da vida,se tu não gosto do filme entao faz um melhor,se tu não acredita em Deus é tua opinião,mas deixa de ser presunsoço em achar que a tua opinião é a verdade,!!!!Só falo besteira,não sabe o que fala,só se repete,é muito babaca mesmo,e outra era pra vir aqui dizer o que achou do filme não querer dar uma lição de moral(de cueca só se for neh?!!)besta o filme é muito legal sim!!

  116. carlos disse:

    É mesmo Larissa, gostei da sua postagem, filme é otimo!

  117. badeco disse:

    ótimo filme, ta na minha lista dos melhores, junto com ” eu sou a lenda ” só que talvez melhor por ser mais realista. muito bom por que te deixa intrigado, com muitas duvidas. um dos maiores misterios é se eli era cego mesmo ou nao, nao tem como ter certeza, isso que é massa. tem algumas cenas onde ele parece ver e se nao ve teria que ser de outro mundo pra saber onde estao as coisas, e no fim tem um close nos olhos deles que parecem ser cegos mesmo e a questao da biblia ser em braille tbem.

  118. Nilton disse:

    Rubin, você é o cara. Lendo seus comentários e Depois o da Loren me deu pena de ver que pessoas como ela nós vemos ao monte. muito mais cegas que as personagens do filme. Não conhece absolutamente nada, se dizem que ela é uma pedra, ela será capaz de sair pregando que é uma pedra, a pedra de Deus, quem sabe a tábua dos mandamentos kkkkkkkk.

  119. Caroline Yamada disse:

    Olá!
    Esse filme é muito bom, gostei muito.
    Como qualquer outro filme, tem suas falhas…
    Apenas gostaria de deixar um comentário sobre toda discusão religiosa que se pode observar a cima.
    Deus nunca foi e nunca será uma religião!

    A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.
    Tiago 1:27

    Como no filme mostra, assim é na vida real, muitos usam (infelizmente) a palavra de Deus como manipulação, e de forma errada por isso:

    O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.
    Oséias 4:6

    Quem pode contar as estrelas do céu, ou os grãos de areia da Terra, quem pode medir a profundidade do espaço? Você?
    Deus não cabe no seu bolsinho pra que:tu verme de Jacó, povozinho de Israel (segundo:Isaías 41:14) possa explicar quem é o Teu criador, e muito menos quais são os Teus pensamentos.

    Uma coisa eu sei:
    Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
    João 3:16

    Mesmo que você seja católico, evangélico, espírita, budista ou mesmo ateu; não se limite ao que o homem diz, busque a verdade em Deus, pois o homem está sujeito a falhas, mas Deus não! Ele é perfeito:
    E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
    João 8:32

    O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
    João 10:10

    Agradeço ao meu Senhor Jesus por seu amor, graça e fidelidade!
    Sem esquecer de agradecer pela vida do querido colega:Rubim Geontelus que tão ardentemente tenta mostrar que a verdade que os cristãos acreditam, não é a verdade!
    Obrigado Senhor Jesus por essa vida que foi através dela que se iniciou esse “debate”!
    Faz cair as escamas de seus olhos, para que ele enxergue a VERDADE, e saiba que essa verdade é o Senhor.

    Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
    João 14:6

  120. Ivy disse:

    Pessoas vão ler estudar a BIBLIA seus anti-cristo … e parem de discutir chega de lavagem cerebral … Deus nos deu livre arbitrio então não venham vcs que se julgam entendedores da palavra de Deus subjulgar o que é certo e errado. Cada um deve fazer a sua parte e parar de criticar os outros. Só Deus pode julgar e nos julgar … e por final isso foi um filme como todos bastante ficticio …

  121. lucas disse:

    Pessoal quero ver se eu entendi o filme,por favor me corrigem.

    o filme se trata de um homem que se importa em apenas em guardar e proteger o livro e nem se quer cuida de sua vida”saúde” depois de um catástrofe, toda a biodiversidade foi extinta”quase”. Secarão se os rios e florestas não há mais ali, a ideia central do filme mostra da parte em que os homens devem se preocupar com o meio ambiente”vida” ou com religião??

    pelo que eu vi eles não estavam comendo e nem bebendo livros neh!!!

    obrigado a todos.

  122. Patricia disse:

    Gente eu acho é q vcs sentiram inveja da sabedoria do Rubim..kkkk
    Quem dera mais pessoas tivessem inteligencia e coragem para encarar os fatos e aceitar q vivem uma mentira. Concordo com ele em genero, numero e grau rsrsr…

  123. pedro disse:

    Esse Rubim é um cara que com seus estudos e através do q os outros dizem, nem se quer duvida, ele tem certeza que deus não existe. Não tenho dúvida que ele vai fazer como esses caras ai que matam várias pessoas e depois se matam influenciados por sei lá o que. ´Só tomara que eu more bem longe dele. Que deus me abençoi e a ele também, e que todos se preocupem unicamente em fazer o bém.

  124. Lindaiane disse:

    Esse tal de Rubin, deve ter algum problema com ele mesmo, tenho dó de pessoas assim! Se acham o máximo pelo alto conhecimento, alta suficiÊncia e no final de tudo são pessoas infelizes. O diabo conhecia a Biblia de traz para frente somente para confrotar Deus! Deus abençoe e tenha misericórdia da vida dele!

  125. Osvaldo JM disse:

    Patricia, como pessoas podem ter inveja de uma pessoa como Rubin, que está cheio dele mesmo e que no fim vai explodirr como um bexiga. Que inteligência que esse Rubin tem, pelo amor de Deus. Para uma pessoa em sã consciência dizer que o Rubin é inteligente essa pessoa tem que ser muito néscio, me perdoe!!!
    Eu já falei com esse débil mental num blog, ele me atacou por causa de Cristo, quando viu que não tinha mais jeito acabou por desistir

  126. Osvaldo JM disse:

    Caroline Yamada, gostei do seu comentário, concordo contigo kerida!

  127. Osvaldo JM disse:

    parabéns Rubin, consegui chamar atenção das pessoas, com suas palavras que parecem verdades, mas com um pano de fundo da mentira. É assim que o diabo trabalha, como aparências. Coisas que parecem ao olho ser verdade, mas acaba por ser uma grande mentira!

  128. Osvaldo JM disse:

    o que mata muita gente hoje em dia, é a falta do conhecimento da palavra de Deus, que é a verdade e a vida. Quem não conhece essa verdade, tudo para ele está destorcido, acabando por mergulhar no pecado e o salario do pecado é a morte. A biblia diz que a bebida mata, droga mata, prostituição mata… E é verdade do que morreu Amy winehouse, Freddy Mercury…? Do pecado, diabo coloca nas pessoas um espirito de superioridade, pensando que é um “deus” e acaba assim!
    Think about that my people!!!

  129. Yod disse:

    Quando o sujeito posta o saite da superinteressante http://super.abril.com.br/ como fonte séria… Uma revista que escreve artigos pseudo-científicos com 2 fontes bibliográficas de caráter marcadamente comercial e enche de “acredita-se”, “pensa-se que”, “fulano diz”, “beltrano acha”…

  130. Eli disse:

    Bando de imbecís, não vêem que Vanessa e Rubim, são a mesma pessoa. Agora, asssistam ao filme e tirem sua próprias criticas.

  131. Jane disse:

    O filme o livro de Eli tem como objetivo mostrar que para tudo que quisermos e necessário um foco, estabelecer projetos, metas, nao fugir delas. Se alguém quiser acompanhar como fez a mulher que acompanhe vc no projeto na caminhada mas que jamais desistir, sem falar de religião apenas se baseando na de, pois tudo que vamos fazer ou dizer precisa de fé de acreditar que aquilo necessariamente dará certo, acredito fielmente que construindo projetos assim como fez Jesus ao morrer na Cruz ao entregar sua vida e ao nao desistir foi o correto, que todos possam sempre olhar para o seu alvo, estabelecer meta, extrair o que e melhor e continuar a caminhada, nao precisa de desentendimento, só precisamos de amor para respeitar as opiniões dos outros e acreditar que Cristo e o único que tem poder para salvar, libertar, curar e nos ajudar em
    Nossas realizações. Abraços a todos e desejo a paz e compreensão de Cristo.

  132. michele disse:

    Rubim!
    Apenas uma frase a seu favor:
    “Deus,perdoe-o,ele não sabe o que fala”.
    Se mostra pra ele Pai, eu peço para que tira essa venda de seus olhos.

  133. michele disse:

    eu não recomendo esse filme, é muito estranho…

  134. Júnior disse:

    Cabalistas senhores da verdade?

    Massacrando com palavras fieis das “ditas” ( pelos cabalistas) religiões de massa.
    Já que são fascinados pelo pentateuco ;

    “Guardai-os pois, e cumpri-os, porque isso será a vossa sabedoria e o vosso entendimento perante os olhos dos povos, que ouvirão todos estes estatutos, e dirão: Este grande povo é nação sábia e entendida.” (Deuteronômio 4 : 6)

    Sabedoria falando de humanos seria a capacidade que ajuda o homem a identificar seus erros e os da sociedade e corrigi-los.

    Não maltrata-los e chama-los de ignorantes e com textos que invadem a eternidade forçando os a engolir conceitos, e adjetivos deprimentes.

    Quanto ao filme eu vi veria de novo e não tem nada de forçação religiosa e sim uma critica a forma como se usa a religiões em nosso dias.

  135. RT disse:

    só queria saber se o filme era bom, nem será preciso assistir, já contaram a moral do filme… to indo nessa não quero entrar no debate!
    Abraços,
    Fiquem na paz!

  136. Anderson disse:

    Bom…primeiramente estava lendo algumas críticas do filme….e fui lendo…lendo….lendo!!!
    Sinceramente perdi um precioso tempo da minha vida que não conseguirei de novo….ao invés de fazer críticas sobre o filme….estão falando de religião….pensamentos…”verdades”….a “verdade” é a pior de todas…..quem aqui pode afirmar verdades?!?!?!Não precisam responder que é retórica…..ninguém viveu aquele tempo….todo mundo lê um livro e sai querendo “debater”….para mim não existe debate….você não precisa debater idéias se você acredita que é verdade.A verdade é sua e pronto.
    Agora em relação ao filme….critica de filme você analisa história….figurino…atuação….efeitos especiais etc.E não ficar falando de cristianismo….em que parte do filme se fala em cristianismo?!?!?Nenhuma.
    A história fala de uma pessoa que por sua fé em “algo”….venceu obstáculos e foi perseverante….e conseguiu.
    Eli só agia com violência quando era apertado em um “canto”, ou seja, não havendo mais escolha…ou ele luta ou morre!
    É um filme bem interessante com grandes cenas de ação e uma ótima interpretação de Denzel Washington e Gary Oldman,..nada mais do que esperado pois são excelentes atores.
    Recomendo o filme sim.
    Abraços….por favor quando criticarem um filme analisem ele com um filme….e não entrar em assuntos onde ninguém sabe a “verdade”…ou é o senhor da “razão”….vocês fazem outras pessoas perderem tempo.Entrem em um fórum de discussões do tipo.

  137. miriam coutinho disse:

    sou batisada na católica e ninguém me enganou com cristo loiro eu até desenhei cristo loiro mas quem eu vi na infancia foi um cristo de aparencia judia e de cabelos crespos ninguém me engana porque quem deixa se levar são os que não lembram da infância quando ele aparece aos que lhe tiveram compaixão sou uma serva de Deus de vinho tuvado trabalho e não sou reconhecidade e dizem que não tenho direito só deveres por isto eu gosto de criar não é dinheiro que quero quero ser reconhecidade respeitada e não queria ficar desamparada não é o que todos querem eu escoli isto eu quis criar eu gosto do que faço me faz bem fazer múscia desenhar e criar no desenho e na mente o que penso eles fazem sou grampeada cristo operou meu dedo e seu espirito disse não olhe ele estava muito perto e eu não quis olhar fiz o que ele me pediu crio em milagres e creio em tudos os milagres que ele fez e digo sou profetisa e algo de grandioso e horrível vai acontecer se não pregarem a paz porque esta guerra foi precipitada creio que algo de horrível e grandioso vai ocorrer com o mundo porque o papa joão de Deus quando ainda vivo me perseguia parecia que o mundo ia acabar eu só acho que todos tem os mesmo sentimentos amor ódio e vingaça e que cristo e que somente uma mente equilibrada sem sofrer pressão psicológica e fisica pode fazer milagres o que está escristo que somente cristo pode fazer hoje existe a piscologia mais uma peseguição existem os feitiços também confeço que eu nasci com um pensamento como cristo não queria matar bixos na minha infância não queria que morressem pessoas dizia sol aparecia sol dizia chuva chovia dizia ventos ventava e dizia frio e caia um pouco de neve mas me colocaram o medo aos animais e dos animais passei a ter medo de gente quando começei vendo matar os bixos e vi e depois de ser maior de idade vi pessoa umas peseguindo as outras por vingaças de familias e meu mundo se desmoronou quando fizeram eu pecar com perseuguições físicas e morais agora só brado no mais alto brado aos céus por justiça divina e o arrebatamento é sim um sinal de algo horrível e grandioso que vai acontecer profecia e eu sou profeta me causaram arroubo e eu brandei no mais alto brado aos céus e acabei me fazendo igual a eles porque assim eles quiseram em acolimento da igreja e por falta de bons coselhos me conscideram uma pecadora mas haverá o justiça divina o brado e a profecia e um fim e julgamento da humanidade

  138. Daniel disse:

    O filme é bom…mas como ja ouvi de um professor…todo filme voce pode tirar liçoes críticas dele…dá a entender que apesar de cego Eli é um soldado..pelo seu estilo de combate………

  139. she disse:

    ah rubim, vanessa, enfim …mensageiros de satanas estao em toda parte!!

    pseudo intelectuais que pensam que sabem alguma coisa e que pensam que todos os cristaos sao alienados..tsc tsc…nao percam o tempo de voc

  140. she disse:

    “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ningu

Comente o filme O Livro de Eli (The Book of Eli)



« »